Governo chinês obriga cidadãos a baixar app 'espião' que monitora até conversas

Caroline Rocha, editado por Leonardo Pereira 25/07/2017 11h43
privacidade vigilancia espionagem
A A A

Conhecido pela rigorosa censura que aplica a seus cidadãos, o governo chinês lançou mais uma ferramenta de monitoração. Autoridades de Xinjiang, uma região autônoma do país que possui uma população majoritariamente muçulmana, informaram que seus moradores devem instalar um aplicativo de vigilância em seus celulares. Eles têm 10 dias para baixar o app, ou correm o risco de serem detidos.

O aplicativo, chamado Jinwang, monitora os arquivos do celular e consegue detectar automaticamente o que a China chama de "vídeos, imagens, e-books e documentos eletrônicos ilegais e terroristas".

Redes sociais e apps de mensagens como o Weibo e o WeChat também estão na mira, além de informações do cartão SIM e dados de login Wi-Fi. Caso seja encontrado qualquer tipo de conteúdo proibido, o usuário recebe uma indicação para excluí-los.

Como relata o The Next Web, quem excluir a ferramenta também pode ir parar na prisão.

Segurança espionagem
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você