Hacker ligado ao Estado Islâmico é condenado a 20 anos de prisão

Um hacker ligado ao Estado Islâmico foi condenado a cumprir 20 anos de prisão nos Estados Unidos. Ardit Ferizi é natural de Kosovo e foi acusado de invadir os sistemas de uma empresa para roubar os dados de mais de 1,3 mil pessoas ligadas ao governo dos EUA.

As informações colhidas pelo cibercriminoso teriam sido repassadas para Junaid Hussain, um dos membros da United Cyber Caliphate (UCC), uma espécie de divisão hacker do Estado Islâmico que ajuda o califado terrorista a recrutar novos membros e também a conseguir informações sobre alvos.

A prisão aconteceu no dia 15 de outubro de 2015, na Malásia, e Ferizi se declarou culpado pelos atos. Essa foi a primeira condenação de um hacker por terrorismo, segundo afirmou a procuradoria geral dos Estados Unidos. O órgão acredita que a prisão poderá abrir um precedente e desencorajar hackers a atuarem a favor dos terroristas. 

Via TechTimes

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ