Hackers atacam monitoramento de tanques de gasolina, diz estudo

Os hackers parecem ter encontrado um novo ponto de ataque: sistemas que monitoram tanques de gasolina via internet. O alerta vem da empresa de segurança Trend Micro, que realizou um experimento sobre o assunto.

No estudo, que recolheu dados de diversos países, os analistas perceberam que vários desses sistemas foram hackeados nos últimos meses. Os Estados Unidos lideram a lista com taxa de ataques de 44%, seguidos da Jordânia, com 17%, e do Brasil, com 11%.

Entre as causas para realizar esses ataques estão extorsão (através de mudança de senha e pedido de resgate), pequenas sabotagens ou ataques maliciosos. Mas o que isso causaria? O sistema de estoque, a coleta de dados e a disponibilidade de gasolina seriam afetados e, em casos mais graves, isso pode até incêndios seriam iniciados.

Em função das descobertas do estudo, a Trend Micro recomenda que os usuários evitem conectar à internet dispositivos que monitoram bebês, sistemas de aquecimento, camêras de segurança e aparemos similares, a menos que seja "absolutamente necessário".

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ