Hackers restauram compatibilidade dos novos iPods com o Linux.

Proteção que impedia o uso de programas alternativos ao iTunes é quebrada em 36 horas.

Assim que os novos iPod Nano, iPod Classic e iPod Touch chegaram às lojas, usuários começaram a reportar em fóruns na internet que os novos aparelhos não são compatíveis com software que funciona como alternativa ao iTunes, como o GTKPod e Rhythmbox, no Linux, ou WinAmp e Ephpod, no Windows. Ao tentar se comunicar com o iPod, estes programas informam que o aparelho tem “0 músicas”, mesmo quando cheio.

 

O problema está no iTunes DB, um banco de dados usado pelos iPod para manter informações sobre as músicas armazenadas. A Apple modificou a estrutura deste arquivo e adicionou duas somas criptográficas como uma forma de controle de acesso. Se um programa modificar o iTunes DB mas não atualizar a soma correspondente, o iPod vai considerar a base de dados como corrompida e reportar “0 músicas”. Como só a Apple conhece o algoritmo, só seu player oficial, o iTunes, é capaz de atualizar o arquivo corretamente, efetivamente forçando os usuários do iPod a adotar o iTunes para gerenciar seu MP3 Player.

 

Mas a nova proteção não durou muito: após uma maratona de 36 horas, desenvolvedores criaram um meio de gerar as somas corretas, baseadas em informações armazenadas no próprio iPod e fazer o player reconhecer as músicas transferidas. Por enquanto isto requer uma boa dose de intervenção manual, mas não deve demorar muito para que a técnica seja incorporada e automatizada nos principais programas do gênero. Mais informações em http://www.backdot.com/?p=50.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ