Hackers 'sequestram' turistas em troca de bitcoins

Um grupo de hackers estragou as férias de centenas de turistas nos Alpes austríacos na semana passada. Os cibercriminosos invadiram a rede do hotel de luxo Romantik Seehotel Jägerwir e bloquearam o sistema de fechadura eletrônica dos quartos.

Os 180 hóspedes ficaram impossibilitados de entrar ou sair dos quartos e os funcionários não conseguiam programar novos cartões-chave. Além disso, os sistemas de reservas e de caixa do estabelecimento também foram retirados do ar.

O hotel precisou pagar uma quantia de 1.500 euros (R$ 5.070) em bitcoins para recuperar o acesso ao sistema. Porém, após o controle ter sido retomado, o local relatou que os hackers tinham deixado uma backdoor e tentaram invadir novamente. Por conta disso, o hotel precisou substituir os sistemas utilizados e desligou algumas redes para evitar ataques a serviços essenciais.

Segundo a gerência do estabelecimento, o hotel já foi atacado por cibercriminosos três vezes, mas essa foi a primeira vez que conseguiram derrubar todo o sistema. O Romantik Seehotel Jägerwir decidiu voltar a usar fechaduras e chaves tradicionais nas portas dos quartos.

Esse não é o primeiro ataque de hackers a sistemas de grandes empresas. No ano passado, um hospital nos Estados Unidos teve o registro dos pacientes bloqueado por uma quantia de US$ 17 mil e uma universidade canadense precisou pagar US$ 20 mil para recuperar o acesso à sua rede, que também foi invadida.

No Brasil, recentemente, dados de cerca de 29 mil clientes da XP Investimentos foram roubados e os hackers exigiram o pagamento de R$ 22,5 milhões convertidos em bitcoins para não divulgar as informações.

Via The Local

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ