HoloLens equipa capacetes de pilotos de tanques de guerra

A empresa ucraniana Limpid Armor apresentou recentemente um capacete equipado com os óculos de realidade mista HoloLens, da Microsoft. Desde a apresentação do produto, o governo ucraniano já demonstrou interesse em adquirir os capacetes para seus pilotos de tanques de guerra. 

O capacete recebeu o nome de Circular Review System (CRS, ou sistema de visão circular em tradução livre). Ele ajuda os pilotos de tanque com um dos maiores problemas que eles enfrentam: enxergar o que está fora do veículo. Pela sua própria natureza, os tanques são extremamente sólidos e sem buracos pelos quais é possível ver o que está acontecendo fora deles.

Reprodução

Olhos de guerra

Para resolver esse problema, os tanques atualmente se valem de uma série de câmeras instaladas em alguns pontos externos. Ainda assim, o acesso às imagens dessas câmeras pode ser difícil, especialmente em situações de combate. O CRS resolve esse problema transmitindo as imagens da câmera diretamente para os olhos do piloto, de maneira que os arredores do tanque estejam sempre visíveis para ele.

Essa não é a única vantagem do CRS. Ele também permite que o pilo veja imagens no esectro infravermelho e tenha acesso à visão térmica (que pode ser útil para detectar minas ou inimigos escondidos). Usando o CRS, o piloto também consegue marcar soldados aliados e inimigos para que eles fiquem visíveis mais facilmente, segundo o MS Power User. A imagem abaixo mostra mais recursos do aparelho:

Reprodução

Interesse

De acordo com o VR Scout, o governo ucraniano demonstrou interesse em oferecer o equipamento aos pilotos de seus tanques de guerra. Além disso, o governo também pretende criar versões diferentes do equipamento que possam ser usadas por profissionais como pilotos de aviões, de drones e de máquinas e veículos pesados de trabalho. 

Não é a primeira vez que um exército demonstra interesse na tecnologia de realidade mista da Microsoft. De acordo com a Bloomberg, o exército israelense comprou em agosto dois HoloLens diretamente da Microsoft para treinar seus soldados e melhorar suas opções estratégicas. 

Por enquanto, de acordo com a Limpid Armor, os CRS só foram testados em laboratórios e ambientes controlados, e ainda não foram utilizados em situações de combate. No entanto, como o Engadget aponta, a tensão gerada entre a Ucrânia e a Rússia por conta da anexação ilegal da Criméia por parte do governo russo pode fazer com que, em breve, infelizmente, esses equipamentos passem por seus primeiros testes. 

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ