Sede Microsoft

Microsoft e governo dos EUA se enfrentam nos tribunais

Redação Olhar Digital 10/09/2015 11h05
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Nesta quinta-feira, 10, a Microsoft e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos se enfrentam nos tribunais americanos. Os EUA exigem, por meio de um mandado de Justiça, que a Microsoft forneça dados de uma conta de e-mail de um usuário envolvido em uma investigação sobre tráfico de drogas que estão armazenados na Irlanda. A Microsoft diz que os EUA não podem exigir acesso a servidores que estão além de suas fronteiras.

O argumento da empresa é de que, se os Estados Unidos podem expedir uma ordem judicial para ter acesso a dados armazenados em outros países, significa que o mesmo pode acontecer em reverso. "Estaríamos loucos se a China pudesse vir aqui fazer a mesma coisa. Por quê? Porque é uma questão de soberania", explicou Joshua Rosenkranz, advogado da Microsoft.

Durante a audiência, o advogado do Departamento de Justiça, Justin Anderson, admitiu que outros países também podem ter direito a acessar dados sigilosos armazenados nos EUA. Por essa lógica, a juiza Susan L. Carney, sugeriu um cenário em que um tribunal na Alemanha exige que uma empresa alemã libere acesso a e-mails de um data center localizado em território americano.

"Não deveríamos nos preocupar com isso?", questionou a juiza. "Essa é a norma internacional", respondeu o advogado do governo. Rosenkranz, em nome da Microsoft, argumentou que infringir a soberania de outro país e ainda abrir esse tipo de precedente é o mesmo que criar um "cada um por si global".

Via The Wall Street Journal

Segurança Microsoft privacidade justiça
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você