Nubank vai começar a usar GPS do celular para previnir fraudes

Clientes do Nubank começaram a receber nesta semana, por e-mail, um aviso da empresa de que a sua política de privacidade ganhou um adendo. A novidade é que a companhia agora vai usar a localização do celular do usuário para evitar fraudes.

A ideia do Nubank é comparar a geolocalização do usuário, com base no smartphone onde o app do cliente está instalado, com o local onde foi realizada cada compra usando o cartão de crédito da marca. Se houver discrepância - usuário num lugar, cartão sendo usado em outro -, o Nubank sabe que alguma fraude pode estar acontecendo.

O novo texto da política de privacidade do Nubank diz que "dados de geolocalização que não permitam identificar o cliente individualmente podem ser compartilhados com eventuais provedores desse serviço". Ou seja, a empresa só terá acesso a uma localização aproximada do usuário, e não o seu exato ponto no mapa.

O uso desse tipo de informação não é novo, já que outros bancos mais antigos e tradicionais também utilizam sistemas parecidos. No e-mail encaminhado aos clientes, o Nubank afirma que pode usar esses dados do GPS também para "conhecer melhor o seu perfil de uso para ajustar o seu limite no futuro".

Quem não gostar da novidade, porém, pode impedir que o app do Nubank colete os dados do GPS do smartphone. No Android, basta ir até as configurações do aplicativo e, na seção de permissões, desativar o acesso à localização. No iOS, é só ir até a página de localização na aba de privacidade do sistema e desativar o acesso do Nubank.

A BlackFriday está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ