Chip

Pesquisadores descobrem como invadir processadores

Kaluan Bernardo, editado por Marcelo Gripa 17/09/2013 17h20
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Até mesmo os processadores já não são mais tão seguros. Pesquisadores da Universidade de Massachussets, nos EUA, descobriram um novo método de quebrar a criptografia de CPUs. O pior é que essa invasão é indetectável e não pode ser notada nem mesmo por exames com microscópios super-poderosos.

A pesquisa mostra que é possível “dopar” um transistor e introduzir impurezas específicas em sua estrutura cristalina. Tal processo traz grandes mudanças na fabricação de um semicondutor – uma modificação mínima altera o comportamento de geradores de números aleatórios (RGN, na sigla em inglês). O problema é que é praticamente impossível descobrir quais foram as adaptações feitas, fazendo com que a invasão passe despercebida às fabricantes de chips.

A unidade criptografada é isolada das de hardware, obrigando as fabricantes a desenvolverem novos esquemas complexos e individuais de segurança. Não se sabe ao certo o que um hacker pode fazer ao modificar a estrutura de um processador, mas, se ele consegue invadir a estrutura básica de uma tecnologia, provavelmente deve acessar todo o resto. E, em tempos de espionagem digital, essa é uma acusação um tanto grave.

Via Extreme Tech

Segurança Processadores criptografia chips
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você