Pornografia infantil foi encontrada no blockchain da bitcoin

Pesquisadores da Alemanha encontraram conteúdo de pedofilia armazenado dentro do blockchain da bitcoin. A descoberta pode fazer o blockchain ser considerado ilegal por armazenar conteúdo criminoso.

O estudo foi realizado por pesquisadores da Universidade RWTH Aachen, na Alemanha. Eles encontraram em meio a mais de 1.600 arquivos oito com conteúdo pornográfico, send uma imagem de abuso infantil e outros dois com links para conteúdo de pedofilia. A origem dos arquivos não foi identificada.

"Nossa análise mostra que certos conteúdos, como pornografia infantil, podem render a mera posse de um blockchain ilegal", explicam os pesquisadores. Não existe nenhuma legislação específica sobre isso, mas países como EUA, Alemanha e Reino Unido sugerem que a simples presença de pornografia infantil pode tornar o blockchain em si ilegal.

Como o blockchain não fica armazenado em servidores centrais de computadores, todas as máquinas que fazem parte dele podem conter pedaços desses arquivos ilegais, mesmo que seus donos não saibam disso. Teoricamente, segundo os pesquisadores, todas as pessoas cujos computadores fazem parte da rede podem ser responsabilizadas pela posse de pornografia infantil.

Os pesquisadores também alertam para outros potenciais usos criminosos do blockchain, como conteúdo que viola direito autoral, segredos de Estado e até malware. Esse tipo de uso da rede pode até mesmo prejudicar as criptomoedas no futuro. "Antecipamos um alto potencial de conteúdo ilegal em blockchain que prejudique sistemas como bitcoins no futuro", dizem os pesquisadores.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ