Quantidade de malwares para Mac cresce 744% em um ano

A cada ano que passa, enfraquece mais a lenda de que não existem vírus para Mac. Prova disso é que, entre o quarto trimestre de 2015 e o de 2016, houve um aumento de 744% na quantidade de arquivos maliciosos direcionados aos computadores da Apple.

O crescimento foi revelado pela McAfee em sua mais recente pesquisa sobre ameaças virtuais. O documento segue uma linha desenhada em sua edição anterior, divulgada em dezembro de 2016 e que mostrava um crescimento de 637% entre o segundo e o terceiro trimestre daquele ano.

Como houve uma alta de 245% do terceiro para o quarto trimestre de 2016, o acumulado anual bateu os 744%, conforme explica o BGR, que teve acesso ao levantamento.

Apesar de os números serem estonteantes, a McAfee afirma que a quantidade de arquivos maliciosos para macOS não chega perto da que é vista para Android ou Windows — o que é compreensível, visto que são os dois sistemas operacionais mais usados no mundo.

Fora isso, é preciso salientar também que a classificação sobre o que é malware é bem abrangente, na interpretação da empresa de segurança, porque até adwares — que geram publicidade intrusiva — entram na contabilidade.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ