Segurança

Carro Autônomo

Recursos de carros autônomos presentes em carros comuns salvam vidas, afirma estudo

Luiza Tozzato, editado por Rui Maciel 28/06/2019 20h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

O aviso de ponto cego, que usa sinais visuais ou sonoros para alertar os motoristas sobre os veículos que estão fora de seu campo de visão imediato, foi o mais efetivo

Carros autônomos não são suscetíveis a erros humanos, por esse motivo, a incorporação deles deve reduzir significativamente a quantidade de acidentes, de acordo com especialistas e empresas que desenvolvem essa tecnologia. No entanto, a autonomia total, que permite um carro dirigir em qualquer lugar sem supervisão humana, levará anos, se não décadas, para ganhar as ruas. 


Apesar dos desafios de aperfeiçoar os sistemas de direção autônoma, as montadoras já estão usando parte dessa tecnologia para prevenir acidentes hoje, de acordo com uma nova pesquisa realizada pelo Consumer Reports.

A pesquisa se concentrou no ADAS (Advanced Driver Assistance Systems), um sistema que, entre outras funções, alerta os motoristas para veículos ou pedestres ao redor deles, mantém os carros dentro da pista e ativa os freios para prevenir ou reduzir impactos de colisão. De acordo com as respostas da pesquisa, de 72.000 veículos, 57% contaram com, pelo menos, um recurso do ADAS para impedir uma colisão.

Os entrevistados disseram que o aviso de ponto cego, que usa sinais visuais ou sonoros para alertar os motoristas sobre os veículos que estão fora de seu campo de visão imediato, foi o recurso ADAS mais efetivo, já que em 60% dos casos ele ajudou a prevenir um acidente.

Além disso, 52% dos entrevistados disseram que o aviso de tráfego cruzado e a frenagem de emergência automática - que alerta o motorista para veículos e pedestres atrás deles e ativa os freios para evitar colisões - ajudaram em pelo menos um caso de acidente e 47% disseram o mesmo sobre o aviso de colisão e frenagem de emergência automática frontal, que tem a mesma função do anterior, mas funciona para a parte da frente do carro.  

As descobertas da pesquisa Consumer Reports se alinham a um estudo divulgado este mês pelo Insurance Institute for Highway Safety (IIHS) e pelo Highway Loss Data Institute (HLDI), que descobriu que carros com recursos ADAS são de 25% a 50% menos propensos a se envolverem em acidentes do que aqueles que não possuem.

Consumer Reports destacou que a Tesla e a Toyota incorporaram vários recursos ADAS nos modelos de carros de 2019. Vinte fabricantes de automóveis prometeram desenvolver o padrão automático de frenagem de emergência em seus veículos até 2022, embora alguns, como a General Motors e a Fiat Chrysler, não o incluam como um recurso padrão em veículos modelo 2019, segundo a Consumer Reports .

Segurança Tecnologia carros autônomos
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você