Relatório: a cada 11 segundos surge um novo vírus para o Android

Embora seja o sistema operacional mais acessível, o Android está longe de ser um sistema completamente seguro, e um relatório da empresa de segurança digital GData publicado recentemente quão grave é esse cenário. Segundo o levantamento, mais de 750 mil novos malwares (arquivos nocivos) para Android surgiram entre janeiro e março de 2017, o que equivale a mais de um a cada 11 segundos.

Segundo a GData, o número de malwares que surgiu nesse período foi semelhante ao dos três meses anteriores (outubro a dezembro de 2016). No ano passado, a empresa detectou um total de 3,246 milhões de novas ameaças para o sistema operacional do Google. E deve piorar: a estimativa da empresa é que 2017 se encerre com um total de 3,5 milhões de novos malwares. A título de comparação, em 2015 foram "apenas" 2,3 milhões, como mostra o gráfico abaixo:

Reprodução

De acordo com a empresa, um dos motivos para essa situação é a falta de atualização do Android. Enquanto aparelhos iOS se atualizam rapidamente quando uma nova versão do sistema é liberada, o Android leva muito mais tempo para chegar a todos os dispositivos, quando chega. Isso cria uma conjuntura de insegurança quase generalizada entre os usuários de Android.

Um levantamento recente mostrou que a versão 7 do Android (a mais recente) ainda está em apenas 7% dos aparelhos. A GData, porém, fez o seu próprio levantamento sobre a distribuição do sistema e concluiu que a versão mais recente do sistema ainda está em menos de 5% dos dispositivos compatíveis. As versões mais populares do sistema, segundo a empresa, seriam as versões 5.0 e 5.1.

Prevenção

Como o Android ainda é, de longe, o sistema operacional mais usado em aparelhos móveis no Brasil, é importante saber se prevenir contra essas ameaças. A GData recomenda que os usuários mantenham todos os seus aparelhos e aplicativos atualizados (dentro do possível), evitem baixar aplicativos de fora da loja do Google e instalem uma solução de proteção em seus dispositivos.

As dicas tradicionais de segurança também continuam valendo: acate os avisos de segurança de seu navegador, nunca baixe anexos suspeitos em e-mails e evite clicar em links estranhos, especialmente quando o remetente não é conhecido. Veja aqui mais dicas de segurança e, caso você tenha já caído em algum golpe desse tipo, veja aqui o que fazer.

 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ