Roteador é a porta de acesso de hackers às casas das vítimas, diz estudo

Um estudo publicado nesta quinta-feira, 26, pela empresa de segurança online Avast indica que o roteador é o elo mais fraco na segurança de casas conectadas à internet. Segundo o relatório da empresa, 48% deles têm algum tipo de vulnerabilidade.

O estudo foi feito com base em 4,3 milhões de modelos de roteadores do mundo inteiro, incluindo mais de mil no Brasil. Além dessa fragilidade já encontrada nos aparelhos, a Avast diz que apenas um em cada sete brasileiros já atualizou o firmware do roteador.

"Muitos consumidores provavelmente desconhecem até que o roteador precisa ser periodicamente atualizado", disse a empresa sobre os resultados da pesquisa. "Se o roteador for comprometido, toda a rede da casa e todos os dispositivos dentro dela podem ser comprometidos também."

Um roteador frágil pode abrir espaço para hackers realizarem atos como o sequestro de DNS, em que uma determinada página é redirecionada para outra toda vez que o usuário tenta acessá-la; e há chance de usar seu PC ou celular numa botnet, uma rede de dispositivos zumbis usada em ataques DDoS que tiram sites do ar.

A Avast recomenda que os usuários acessem a interface do sistema dos seus roteadores regularmente em busca de atualizações de firmware, e que evitem deixar a senha e o usuário de acesso padronizados (o famoso "admin").

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ