Segurança

A Entrevista

Sony deveria soltar filme 'A Entrevista' na internet, opina site

Leonardo Pereira 17/12/2014 15h14
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Os problemas da Sony continuam aumentando. Ontem o grupo que hackeou a rede da empresa e tem divulgado e-mails comprometedores ameaçou atacar os cinemas que exibirem o filme "A Entrevista", então a Sony teve de deixar os exibidores livres para cancelar a estreia. Até agora duas redes já seguiram a sugestão e outras devem fazer o mesmo para não comprometer o movimento de fim de ano.

O que resta à Sony, desistir de vez do filme ou ignorar as ameaças e exibi-lo nos cinemas que tiverem coragem? Bryan Bishop, do Verge, pensa que há uma terceira via: soltá-lo na internet.

Em texto publicado nesta quarta-feira, 17, Bishop argumenta que é a única opção que deixará a Sony numa posição favorável, porque ainda pode lucrar com o filme - que, por causa dessa confusão, corre o risco de se tornar um sucesso de audiência, mesmo com um roteiro que não sugere bem isso.

Embora as autoridades tenham garantido que tudo pode não passar de bravata, não dá para ignorar o risco que uma exibição física pode causar. E, caso a Sony desista da obra, abrirá um precedente perigoso na indústria de entretenimento.

Por isso, a saída seria usar canais como Amazon, Crackle e iTunes para botar "A Entrevista" no ar. Ao mesmo tempo em que se livraria da pressão de um possível atentado, a empresa ainda faria um teste interessante acerca dos formatos de distribuição e descobriria se vale a pena fazer uma estreia virtual.

Afinal de contas, como ressalta Bishop, a história de um filme não acaba quando ele sai dos cinemas. Ela continua nas telas de TV, computadores, tablets e smartphones.

Internet Filmes Sony hack Crimes digitais cibercrime
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você