Você escolheu e nós testamos; conheça o melhor antivírus grátis para Windows 10

Este é sempre um dos comparativos mais esperados pela galera que acompanha o Olhar Digital. Exatamente por isso, deixamos todo mundo participar e opinar antes de começar os testes. Lançamos uma enquete no Facebook para descobrir quais soluções o pessoal queria ver aqui nesse quadro. O Laboratório Digital deste mês avaliou e comparou cinco antivírus gratuitos para Windows 10: Avast Free Antivirus, AVG Antivirus Free, Avira Free Antivirus, Bitdefender Antivirus Free Edition e, a pedido de muitos, incluímos também o Panda Free Antivirus nessa disputa.

Apesar de algumas soluções terem sido bem votadas, preferimos deixar elas para uma segunda comparação – que faremos em breve – já que são versões pagas e oferecem apenas um período de experimentação gratuita; foi o caso, por exemplo, do antivírus da Kaspersky (que foi muito bem votado na enquete), mas também do McAfee, do Eset e Norton.

Estamos utilizando o Windows 10, a última versão do sistema operacional da Microsoft. Algumas pessoas questionaram sobre o Windows Defender, a solução que vem embarcada no sistema. A resposta mais simples e direta é: o Windows Defender é muito inferior aos seus concorrentes. Não que seja ruim. Se você seguir todas as boas práticas de segurança, usar o bom senso e mantiver o sistema operacional, navegador e plugins sempre atualizados – dependendo da sua tolerância ao risco – o Windows Defender é melhor do que nenhuma proteção. De qualquer forma, assim que você instala qualquer outro antivírus, o Windows Defender automaticamente se torna inativo. Melhor assim.

Nos laboratórios de antivírus, analisamos testes e estudos bem complexos e profundos feito por empresas especializadas, como a Spycar, Eicar, AV-Comparative, AV-Test Institute e ICSA Lab. Além de percorrer cuidadosamente os resultados dos laboratórios independentes, também fizemos nossos próprios testes com nossa coleção particular de pragas e malwares. Para finalizar, submetemos os antivírus a contatos com sites maliciosos que estão espalhados pela web, listados por organizações como a PhishTank. Agora, aos testes!

BAIXAR E INSTALAR

 

Quanto menos cliques até a primeira varredura, melhor! Ganha mais pontos o software mais prático. O que deu mais trabalho foi o Avira; de todos, foi o mais complicado de instalar e também o mais lento para iniciar a primeira varredura. O AVG também não se mostrou muito eficiente neste primeiro contato com a ferramenta - foram diversos cliques até o antivírus realmente funcionar. Avast e Bitdefender merecem um empate técnico neste quesito - a instalação e verificação de vírus foi muito rápida e eficiente. Mas o destaque ficou mesmo por conta do Panda, muito simples, quase nenhum clique após iniciar a instalação e já estava pronto para usar e terminando a varredura rápida do nosso PC. O Panda saiu na frente.

INTERFACE

Nossa análise vai além do design; aliás, essa escolha deixamos para cada usuário fazer a sua - gosto não se discute. O que a gente realmente avalia é a simplicidade e facilidade de usar a aplicação. As cinco interfaces são muito boas. A solução da Avira, ainda assim, ficou em último lugar - é um dos mais complicados de usar por alguém que nunca trabalhou com esse tipo de software. Nada escandaloso. Já o Avast, Bitdefender empataram em terceiro lugar. O AVG, em segundo, deixa tudo muito acessível para o usuário - inclusive o que faz parte da versão gratuita ou não. E o destaque mais uma vez ficou com o Panda, sem dúvida o mais fácil de usar de todas as soluções apresentadas aqui hoje. Isso sem contar que, na nossa humilde opinião, é o mais bonito dos cinco.

DESEMPENHO

 

Aqui, a gente analisa o impacto que cada antivírus tem sobre o desempenho do seu computador; o quanto ele afeta a velocidade de diversas funções. Para fazer esses testes, abrimos sites que estamos acostumados a visitar, baixamos aplicativos, abrimos diferentes programas, copiamos arquivos de um lado para outro…e avaliamos. Depois de vencer as duas últimas categorias, aqui o Panda decepcionou. Depois de se mostrar tão rápido na inicialização, levou mais tempo que os outros para fazer a varredura da máquina. Isso que ele deixou a máquina sensivelmente mais lenta também. Em seguida, Avast e AVG empatam em segundo lugar. Em primeiro lugar, mais um empate. Quem se saiu melhor foram as soluções Avira e Bitdefender; ambos com desempenho pra lá de eficiente. O Avira é, tradicionalmente, um antivírus bastante leve e que não mexe praticamente nada no desempenho do seu computador. Com toda sua simplicidade, o Bitdefender também parece que não existe enquanto roda em segundo plano…ponto para os dois em um quesito importante.

CONSUMO DE RECURSOS

 

Uma coisa é o impacto que o antivírus causa no desempenho da sua máquina, outra é quanto o software exige do seu computador em termos de memória e processador; quanto de recurso consome cada solução. Desempenho e uso dos recursos da sua máquina são complementares, mas não proporcionais. Aqui, Panda e Bitdefender são os primeiros - mesmo que no quesito desempenho, o Panda tenho amargado uma lanterna feia. Mas com essa avaliação a gente define que mesmo que não sejam igualmente ágeis, esses dois antivírus são os que menos incomodam enquanto estiverem operando. Em segundo lugar ficou o Avast; AVG e Avira, respectivamente, em quarto e quinto lugar. O uso da CPU quando esses aplicativos estão rodando é maior; dá pra notar mais tempo para carregar as páginas e até para abrir alguns programas.

EFICÁCIA

 

Claro, entre tantas comparações, certamente esta é a que mais interessa, afinal, com o antivírus “X" você estará realmente protegido? Aqui a gente compara a eficácia tanto na detecção quando na remoção de ameaças virtuais. A ótima notícia é que com qualquer uma das cinco soluções testadas e comparadas neste Laboratório Digital, sua máquina estará devidamente protegida. Tanto nos nossos testes quanto nas análises mais minuciosas dos laboratórios independentes, todos os softwares se saíram muito bem. Em todos eles, o índice de eficácia fica muito próximo dos 100%. Se a gente tem que escolher um vencedor, não vai ser por aqui que vamos medir…

EXTRAS

Ainda que gratuitos, a maioria dos antivírus traz ainda funções e configurações extras que podem fazer a diferença na hora de escolher. O BitDefender, talvez por ser o mais simples e direto de todos, é o que menos oferece; aliás, não oferece nada além. Na versão free, o Avira apenas oferece um módulo de avaliação do Firewall do seu Windows - fora isso, só na versão paga. O Panda ganha destaque com seu "USB Vaccine”, uma função que faz uma varredura completa em qualquer pendrive que você conectar à máquina e ainda aplica uma verdadeira vacina no dispositivo impedindo que qualquer processo inicie automaticamente quando a unidade está montada.

Em segundo lugar neste quesito, o AVG traz o Tune Up, um recurso que ajuda manter seu computador e todos os programas instalados sempre atualizados, melhorando assim a performance da máquina. E, em primeiro lugar, o Avast, com alguns recursos extras bem interessantes: além de um módulo integrado ao e-mail e ao navegador e uma ferramenta que avalia a segurança e eventuais falhas na sua rede, o mais legal é o gerenciador de senhas - a função ajuda a controlar e manter suas senhas sempre fortes e seguras.

CONCLUSÃO

 

No final dessa bateria de testes e comparações, a escolha do Olhar Digital como melhor antivírus gratuito de 2016 ficou com o Avast Free Antivirus. Ainda que a solução seja um pouco mais pesada que alguns concorrentes, o antivírus na Avast não deixou nossa máquina visivelmente mais lenta. O softwares é muito bem conceituado nos testes de laboratórios independentes e se saiu muito bem também na nossa avaliação. O bônus ficou por conta do gerenciador de senhas e a análise de segurança de rede e do roteador. Com eficácia próxima dos 100%, desta vez, é a melhor escolha para a proteção por um antivírus gratuito.

Logo abaixo, um empate duplo; isso mesmo, os antivírus gratuitos  BitDefender e Panda são bastante equivalentes. Nenhum deles deixa muito a desejar na comparação com o grande vitorioso, mas detalhes fizeram a diferença. Além da eficácia, o BitDefender se destaca pela simplicidade - é o mais discreto de todos e não tem sequer menu de configurações. Já o Panda surpreendeu pela leveza e velocidade desde o primeiro contato com a ferramenta. A interface é muito clara e intuitiva - nossa preferida. Além de tudo, ainda traz um módulo de proteção e vacina para dispositivos USB. Sem sombra de dúvidas, Panda e BitDefender também são boas escolhas caso você queira experimentar.

Em terceiro lugar ficou o AVG Antivirus Free. É uma solução eficaz, porém um tanto mais pesada que seus rivais. O menu traz uma série de configurações que pode complicar a cabeça de muitos usuários. Na lanterna do nosso Laboratório Digital deste mês ficou o Avira Free Antivirus - nos testes de laboratórios independentes, ele já fica um pouquinho atrás no nível de proteção. Nossa experiência com o antivírus Avira não foi das melhores, além das complicações durante a instalação e a primeira varredura, a interface não agradou muito e ele se mostrou um dos que mais utiliza recursos da sua máquina. A varredura completa leva mais tempo do que a maioria.

É importante deixar claro que nenhuma das ferramentas avaliadas no nosso laboratório é ruim; longe disso. São os melhores antivírus gratuitos do mercado para Windows 10 - com qualquer uma dessas soluções, pode ter certeza, você estará seguro. Se sua opção for diferente da nossa, o interessante é experimentar. Baixar e instalar cada um deles é bastante fácil e leva poucos minutos. Se você tiver uma opinião diferente da nossa, aproveite o espaço, compartilhe seus comentários.

A BlackFriday está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ