Intel lança processador com 10 núcleos por US$ 1723

A Intel anunciou ontem uma nova linha de processadores premium voltados para gamers e usuários de aplicações e programas exigentes em desktops - "performance extrema" nas palavras da empresa. O destaque da linha é o Core i7 6950X Extreme Edition, que tem 10 núcleos com velocidade base de 3GHz e é o processador mais rápido do tipo que a empresa tem atualmente no mercado.

Os novos chips usam a arquitetura Broadwell-E, que promete uma performance de 20% a 25% melhor que a da geração anterior. Além da velocidade base de 3GHz, ele também tem 25MB de cache - 5MB a mais que a geração anterior. Segundo o diretor geral da Intel Frank Soqui, "esse é o maior e melhor CPU que nós já criamos".

Segundo a Intel, os novos processadores são voltados para "megatasking" (algo como "megatarefas", a realização de múltiplas tarefas intensas ao mesmo tempo). Um exemplo de uso citado pela empresa foi o de um usuário jogando um jogo em resolução 4K a 60 quadros por segundo e, ao mesmo tempo, gravando as cenas do jogo em seu HD e transmitindo as cenas ao vivo em 1080p para a internet.

Turbo Boost Max 3.0

Esse novos processadores também têm um recurso chamado de Turbo Boost Max 3.0, que permite que sua velocidade base seja aumentada automaticamente, sem a necessidade de overclock. Com ela, o Core i7 6950X consegue chegar a velocidades de 3,5GHz, com alguns de seus núcleos chegando a 4GHz.

Reprodução

Isso porque ele é capaz de medir a performance individual dos núcleos de processamento e designar cada núcleo permanentemente às tarefas que ele realiza melhor. Fora isso, os novos processadores também têm recursos específicos para overclock além do Turbo Boost, como controles detalhados de voltagem.

Outra vantagem da nova linha é que, como ela usa uma arquitetura que não é a última da Intel, ela utiliza também um soquete de placa-mãe já existente. Isso significa que os donos de processadores Haswell-E da Intel, com soquete LGA 2011-v3, não precisarão trocar de placa mãe caso queiram atualizar seus processadores.

Eles também são comptaíveis com a tecnologia Thunderbolt 3.0, o que deve permitir que os computadores se conectem a outros dispositivos transferindo dados a uma taxa de até 40GB/s. Uma única saída compatível com a tecnologia, por exemplo, permitiria a conexão de dois monitores com resolução 4K. 

Mercado de ponta

A performance de ponta do Core i7 6950X, no entanto, também vem com um preço de ponta. O processador custará US$ 1723 e será o mais caro da Intel. Seu "top de linha" anterior, o 6900K, custava US$ 1089 - mais de seiscentos dólares a menos.

Fora esse, no entanto, a nova linha da empresa também tem variantes com menor preço e desempenho. Mesmo o mais modesto deles, porém, o 6800K, com quatro núcleos de 3,4GHz, custará US$ 434. Os outros dois processadores da linha ficam entre esses dois valores, saindo por US$ 617 e US$ 1089.

De acordo com a PC World, apesar do estado preocupante do mercado de PCs atualmente, a empresa não tem o menor receio de investir em tecnologia desse tipo. O motivo disso é que, segundo Dean McCarron da empresa de pesquisa Mercury Research, o setor de computadores de ponta e PCs gamers está crescendo bastante. "Nenhuma das histórias de terror da indústria de PCs existe aqui", disse.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ