Microsoft culpa impostos por preço absurdo do novo controle do Xbox One

A Microsoft resolveu se manifestar após os diversos protestos de internautas que reclamaram do preço absurdo cobrado pela empresa para o novo controle Elite do Xbox One: R$ 1.800. Em entrevista ao UOL Jogos, Willen Piccinelli, gerente-geral de Xbox, responsabilizou os impostos pelo valor cobrado aqui no Brasil.

Para se ter ideia, o valor cobrado pelo controlador apresentado na E3 chega a ser maior do que o do próprio videogame que já pode ser encontrado por aqui na faixa dos R$ 1.500. Nos Estados Unidos o item custa US$ 150 (cerca de R$ 525 em conversão direta)

 “O fato dos acessórios serem importados e serem classificados da mesma maneira que jogos e consoles faz com que eles tenham uma carga tributária elevada”, disse Piccinelli. Além de culpar os impostos, ele também colocou parte da culpa no fortalecimento da moeda americana que atualmente flutua na casa dos R$ 3,50.

Reprodução

Para amenizar o problema, o executivo diz que a empresa norte-americana está buscando maneiras de “viabilizar esse tipo de produto no mercado brasileiro”. Para isso a fabricante poderá oferecer o produto em pacotes, o que poderia amenizar a carga tributária uma vez que seria possível utilizar o benefício fiscal do console fabricado no Brasil.

Por enquanto, contudo, não há previsão para que o controle seja oferecido por valores mais baixos. 

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ