Museu do Videogame atrai 3 milhões de pessoas no Brasil em 2015

De janeiro a setembro, o Museu do Videogame Itinerante já atraiu mais de 3 milhões de brasileiros. Com mais de 250 consoles e mostrando os 43 anos da história do videogame e sua evolução, a exposição passou por sete estados do país neste período.

Entre as cidades que já receberam o museu este ano ano, estão Campo Grande (MS); Londrina (PR); Recife (PE); Pelotas (RS); Salvador (BA); Aracaju (SE); e Fortaleza (CE). Ele ainda deve passar por Teresina (PI), entre os dias 3 e 12 de outubro e Pato Branco (PR), de 3 a 7 de novembro.

O museu resgata verdadeiras relíquias dos games, como o primeiro console fabricado no mundo, o Magnavox Odyssey; o primeiro a usar cartuchos de jogos (Fairchild Channel F); o primeiro fabricado no Brasil (Telejogo Philco Ford); e o primeiro a rodar jogos 3D (Nintendo Virtual Boy).

Reprodução

Além de conhecer os consoles e jogos raros e que fizeram história, os visitantes podem jogar alguns deles, como é o caso do Atari 2600, do Nintendo Famicom, e do Panasonic 3DO. Os modelos mais recentes, como o PlayStation 4, o Xbox One e o Wii U também estão presentes no museu.

Criado em 2011, o Museu do Videogame começou em Campo Grande com uma coleção curador Cleidson Lima. O projeto cresceu tanto que em 2014 o Ministério da Cultura o premiou como o museu mais criativo do Brasil. Em 2015 ele se tornou itinerante após receber o apoio de empresas como PlayStation Brasil, Nintendo, Intel, Ubisoft e Philips.

Em 2017 o museu deve passar por cidades como Curitiba (PR); Caxias do Sul (RS); Maceió (AL); João Pessoa (PB); São Luís (MA); Belém (PA); Manaus (AM), Recife (PE), Fortaleza (CE), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Brasília (DF).

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ