Parceria entre Xbox e PlayStation depende da Sony, reforça Microsoft

Durante sua passagem pela Brasil Game Show, Phil Spencer, o chefão do Xbox, falou mais uma vez sobre a possibilidade de um dia as pessoas contarem com a oportunidade de jogar com amigos que tenham consoles diferentes — e mais uma vez se mostrou contrariado com a falta apoio da Sony nessa empreitada.

"Falamos com a Sony o tempo todo. Com 'Minecraft' no PlayStation, temos que ser um dos maiores jogos na plataforma deles em termos de vendas e tempo de jogo", afirmou ele em entrevista ao GameSpot. "A mesma coisa com a Nintendo. A relação com a Nintendo nesse sentido tem sido forte. Mas eu acho que a visão da Sony é diferente."

Em mais de uma ocasião representantes da Microsoft falaram publicamente sobre a dificuldade de convencer a Sony a participar de um ambiente compartilhado. A dona do PlayStation já chegou a comentar que estava aberta às discussões, mas que esse tipo de assunto precisa passar pela aprovação de acionistas e, como a japonesa é campeã de vendas no mercado de consoles, dificilmente essa aprovação viria — algo que a própria Microsoft reconhece.

"Eu sei que há uma certa visão que diz que, se meus amigos têm este console, eles não podem jogar com pessoas que comprarem outro console. Essa é uma razão para eles comprarem o meu console", comentou Spencer. "Essa razão não vai embora."

"Então estamos disponibilizando 'Minecraft' como um dos maiores jogos em qualquer plataforma e permitindo que as pessoas joguem juntas independentemente de qual dispositivo elas compraram. Não acho que todo mundo esteja tomando a mesma abordagem em relação ao ecossistema."

Apesar disso, Spencer disse que não considera a ideia uma causa perdida. "Mas eu acho que algumas das razões fundamentais e certos cenários não vão embora mesmo", acrescentou. "Então eu não sei o que mudaria."





RECOMENDADO PARA VOCÊ