Representantes da indústria dos games vão discutir violência em jogos com Trump

Representantes da indústria dos games vão se reunir com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para discutir questões relacionadas à violência em jogos. O encontro foi confirmado pela Entertainment Software Association (ESA) após convite feito pela Casa Branca.

Trump anunciou a reunião na semana passada, mas na ocasião os representantes da indústria disseram não ter recebido nenhum convite. Agora a conversa está confirmada e vai acontecer na quinta-feira, 8. A ideia é discutir como a violência em games pode influenciar a violência envolvendo armas de fogo na vida real.

O presidente dos EUA jogou para os games, assim como outras formas de mídia, a culpa pelos massacres envolvendo armas de fogo nos Estados Unidos, especialmente um ocorrido na Flórida no mês passado. A ESA nega que uma coisa esteja relacionada a outra, e diz que não há nenhum estudo que comprova vínculo entre violência em jogos e na vida real.

A associação também lembra que o mundo inteiro consome os mesmos games, mas nenhum outro país além dos EUA conta com tantos casos de massacres envolvendo armas de fogo.

Não está claro quais representantes devem participar do encontro. Fazem parte da ESA nomes ligados a empresas como Sony, Microsoft, Nintendo, Electronic Arts, Take-Two Interactive, Warner Bros. Enterainment e Ubisoft, entre outras grandes empresas da indústria dos games.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ