Sony aposta em exclusivos de qualidade, enquanto Microsoft apresenta inovações

As duas apresentações mais aguardadas da E3 causaram grande furor nas redes sociais. E não foi para menos. Enquanto a Microsoft abriu os trabalhos mostrando o Xbox One S, o recurso Play Anywhere e um pouco do seu misterioso Project Scorpio, a Sony decidiu focar sua conferência deste ano nos exclusivos do console. O retorno de Crash Bandicoot e de Kratos aos videogames foi o suficiente para a empresa arrancar aplausos até dos fãs mais assíduos do Xbox One.

Inovações

A Microsoft fez uma apresentação inovadora e mostra que sai na frente da concorrente japonesa no quesito inovação. Mais uma vez a norte-americana se antecipa e lança um produto inteligente. O Xbox One S é mais potente, menor e com capacidade de armazenamento maior do que o modelo tradicional. Além disso, ele sai por US$ 299 no mercado internacional.

Reprodução

O recurso Play Anywhere foi outra tacada certeira da empresa que mostra que está pensando em seus jogadores. A partir de agora, alguns jogos comprados digitalmente poderão ser jogados tanto no PC quanto no console.

O Project Scorpio teve mais alguns de seus detalhes revelados. Sabe-se que será um videogame da família Xbox e mais potente podendo reproduzir jogos em tecnologia 4K. Ao que foi mostrado, não foge muito do que o PS4K ou PS4 NEO, como está sendo chamado, promete fazer.

Reprodução

A Sony, por sua vez, tratou de apresentar oficial o PlayStation VR, que chega ao mercado em 13 de outubro, por US$ 399, e alguns jogos exclusivos para o gadget.

Apresentação

A apresentação da Microsoft foi mais sóbria e teve Phil Spencer como protagonista apresentando as novidades e alguns dos exclusivos da empresa para os próximos anos.

A Sony, por sua vez, resolveu fazer da E3 um verdadeiro show. Para começo de conversa a empresa abriu sua conferência com uma orquestra sinfônica apenas para anunciar que “God of War” iria ganhar um jogo exclusivo para PlayStation 4. Não bastasse isso, a conferência ainda contou com a presença de Hideo Kojima para apresentar seu mais novo jogo, “Death Stranding”.

Jogos

Nas transmissões da E3 por streaming já era possível observar muitos comentários do tipo “RIP Xbox” (Descanse em paz, Xbox, na tradução). O único revés da apresentação japonesa foi que a maioria dos jogos mostrados não têm data de lançamento. Assim, é possível que alguns títulos só cheguem ao mercado em 2018. Apesar de mais humildes, os games para Xbox, em geral, serão lançados nos próximos meses.

Para a tristeza de Phil Spencer e cia limitada, a Sony chegou com os dois pés na porta e jogou logo de cara um novo “God of War” com gráficos extremamente bem trabalhados e jogabilidade impressionante. Não bastasse isso, ainda teve “Death Stranding”, “Days Gone”, “Crash Bandicoot Remastered”, “The Last Guardian”, “Horizon Down”, “Resident Evil 7”, entre outros.

Conclusão

A Microsoft fez uma boa apresentação e realmente apresentou recursos interessantíssimos e que focam na jogabilidade. A Sony, por sua vez, transformou sua apresentação em um espetáculo de games com novidades e a volta de personagens clássicos. Que nos desculpem os fãs da empresa norte-americana, mas a Sony, ainda que por pouco pela falta de datas de lançamento de seus jogos, levou a melhor em 2016.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ