Venda de games e consoles nos EUA deve chegar a US$ 25,3 bi em 2016

De acordo com um estudo da Adobe Digital Insights (ADI), a receita gerada pela venda de games e consoles nos EUA até o final de 2016 deve totalizar US$ 25, 3 bilhões. O número representaria um aumento de 7,6% com relação ao ano anterior, quando o setor movimentou um total de US$ 23,5 bilhões.

O estudo foi feito com base em mais de 2,5 bilhões de visitas a sites de vendas de jogos, analisando 20 milhões de engajamentos sociais entre julho de 2015 e junho de 2016 sobre mais de 84 mil produtos diferentes relacionados a games.

Crescimento online e deflação

Um dado que fica evidene no relatório é a predominância de jogos online nesse total. A expectativa da ADI é que esse setor movimente um total de US$ 11,1 bilhões ao longo de 2016. Caso essas previsões se concretizem, jogos online representarão 44% das vendas totais de jogos. Na comparação entre os primeiros trimestres de 2015 e 2016, as receitas de jogos online já cresceram 42%.

Com relação aos consoles, por outro lado, o estudo da ADI mostrou que eles estão sofrendo deflação ano-a-ano. Consoles tiveram uma deflação de 10,13% com relação ao ano passado, e foram a categoria cujo preço mais diminuiu entre os dois períodos. Os PCs de alta performance (aqueles com preço acima de US$ 1600), no entanto, tiveram deflação de apenas 2,68%.

Realidade virtual

Embora reconheça que os computadores caros ainda são um obstáculo para a popularização de dispositivos de realidade virtual, o estudo da ADI vê grande potencial nesse ramo. "Estamos vendo um crescimento nas menções soiais de dispositivos VR/AR [realidade virtual/realidade aumentada], mas ainda não vemos o crescimento [nos investimentos dos] marketeiros", disse a analista do ADI Becky Tasker ao VentureBeat.

Ao todo, ao longo do último ano, as menções a dispositivos VR/AR nas redes sociais cresceram 548% desde janeiro de 2015. A HTC é a empresa que lidera esse crescimento, já que menções ao seu dispositivo, o HTC Vive, cresceram 115% no segundo trimestre de 2016. Nesse mesmo período, as menções ao Oculus Rift caíram 3%, as do HoloLens caíram 20% e as do Playstation VR caíram 63%.

Testes beta

Também fica evidente, pelos dados do levantamento, que jogos que são lançados em versão beta pública antes de chegar à versão final têm mais sucesso comercial que outros títulos. No período avaliado pelo estudo, jogos que tiveram esse tipo de lançamento venderam 4,2 vezes mais que os jogos que não tiveram.

Mesmo períodos mais extensos de testes, segundo o estudo podem favorecer comercialmente os jogos. Games que passaram por esse período de maior duração venderam 1,7 vezes mais do que os que foram lançados sem versão beta pública e com poucos testes.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ