iPhone TouchID

Pesquisadores mostram iPhone sendo desbloqueado com dedo feito de argila

Redação Olhar Digital
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Desde o iPhone 5S, a Apple aposta no recurso de leitor de impressão digital do usuário como forma de desbloquear o conteúdo de seus smartphones. Pesquisadores presentes na edição 2016 da Mobile World Congress (MWC) mostraram que a ferramenta não é tão segura assim e que é possível destrancar o celular utilizando até mesmo um dedo esculpido em argila.

A descoberta foi feita por uma empresa de sensores da China, a Vkansee, que aproveitou um dos principais eventos de tecnologia para mostrar ao mundo a façanha. O presidente da companhia, Jason Chaikin, criou um molde de seu próprio dedo e o aplicou ao scanner que realizou a leitura correta das impressões digitais do executivo.

Apesar de preocupante para a segurança do iPhone, a técnica utilizada por Chaikin não seria tão prática para a execução de crimes, já que necessita de equipamentos específicos, como o sensor utilizado para leitura das digitais do empresário, o Play-Doh.

Em comunicado, a Apple preferiu não comentar sobre o caso, mas fez questão de reafirmar a segurança do TouchID dizendo que o recurso aceita apenas cinco tentativas de desbloqueio utilizando os traços do dedo. No caso de falha, é necessário que o usuário insira uma senha específica.

Chaikin ainda afirmou que não desenvolveu o sistema para provar falhas da Apple ou de qualquer empresa que utilize a tecnologia, mas sim para pontuar a necessidade de scanners mais avançados que não possam ser burlados facilmente.

Reprodução 
Via Techworm 

Segurança iPhone MWC 2016
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você