telegram viber

"Barraco" entre Viber e Telegram deve virar caso de justiça

Renato Santino 27/02/2015 19h40
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Telegram e Viber desceram do salto e rodaram a baiana no Twitter para tentar roubar usuários brasileiros do WhatsApp, aproveitando o gancho da possível suspensão do serviço no país. A situação foi tão constrangedora que chegou a surgir ameaça de processo.

Tudo começou com um tuite despretensioso do Viber promovendo o aplicativo. A empresa falava que o “WhatsApp poderia sair do ar”, e o “Telegram é cheio de falhas de segurança” e, por isso, o Viber seria a melhor opção.

O Twitter do Telegram no Brasil logo tomou as dores da situação e acusou o Viber de divulgar mentiras para promover seu produto.

Reprodução

A resposta veio logo, com o Viber citando um artigo sobre uma quebra de segurança do Telegram, que retrucou afirmando que o problema aconteceu em um aparelho com root, e que nenhum app pode garantir a segurança em smartphones Android com root.

A briga chegou até Pavel Durov, russo fundador do Telegram. Segundo postagem no Twitter, ele não deixará as acusações (falsas, ele diz) do Viber passarem impunes e já contatou os advogados para acionar o concorrente na justiça.

Sucesso do Telegram
Durov aproveitou para tirar uma casquinha do Viber, apresentando números concretos do crescimento do Telegram. Ele publicou uma imagem que indica que seu aplicativo tomou a liderança dos downloads de aplicativos para o iOS, provavelmente graças à polêmica do WhatsApp.

A empresa também afirma ter recebido 4,5 milhões de usuários brasileiros nos últimos dois dias, um aumento significativo.

 

redes sociais Twitter justiça Whatsapp Viber
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você