"Fornalha solar" pode ajudar a construir cidades na Lua

Engenheiros da agência espacial alemã, a DLR, estão desenvolvendo um sistema de aquecimento solar que pode ajudar futuras cidades na Lua. O Concentrador Solar é um arranjo de 159 paineis solares que concentram a luz do sol em um feixe comprimido.

Toda a luz captada é direcionada a uma "fornalha" solar, que pode atingir até 2,5 mil ºC - o suficiente para derreter metais como ferro, aço e titânio. De acordo com os engenheiros, o dispositivo pode ajudar a construir estruturas de diversos materiais e ainda é ecologicamente correto. O objetivo da agência é construir uma vila lunar, uma espécie de mini cidade fora do planeta.

A fornalha está sendo testada para estudar as propriedades da poeira da Lua. Os pesquisadores querem saber se é possível derretê-la ou assá-la em forma de tijolo. Imagine uma mistura de areia da praia com cinza vulcânica. Ela é bem áspera, e se você rever imagens dos astronautas da Apollo, você verá que ela entra em tudo que é lugar, então é melhor evitá-la", conta um dos engenheiros da DLR.

Depois de verificar se é possível modificar a areia lunar, os pesquisadores devem testar o mesmo procedimento na Lua, verificando sua viabilidade. "Uma vez que saibamos os parâmetros físicos, poderemos decidir se será melhor construir usando uma grande pilha de Lego ou se devemos montar tudo sem ligações entre os elementos da construção."
 

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ