kim dotcom mega

"Mega não é mais seguro", diz fundador Kim Dotcom

Redação Olhar Digital 31/07/2015 19h20
Compartilhe com seus seguidores
A A A

O Mega, sucessor do Megaupload, criado por Kim Dotcom em 2013, foi criado para ser totalmente seguro, apostando em criptografia pesada para proteger os arquivos e a privacidade dos usuários de possíveis ações governamentais, como aconteceu com o Megaupload. No entanto, Dotcom não consegue mais garantir a segurança dos dados no serviço que ele mesmo criou.

Isso porque ele abandonou o Mega há algum tempo, deixando a gerência e qualquer parte da empresa que tinha. O controle da empresa foi tomado por um investidor chinês, que é procurado em seu país por fraude, e usou outras pessoas para assumir o controle das ações do serviço.

Porém, as ações que este investidor controlava foram confiscadas pelo governo da Nova Zelândia, país onde está localizada a sede do serviço de armazenamento. Isso significa que o governo local agora controla a empresa e pode fazer basicamente o que quiser com ela. “Como resultado, eu não confio mais no Mega. Eu não acho que seus dados estão mais seguros no Mega”.

Dotcom diz que tem uma cláusula em seu contrato com o Mega que o impede de participar de qualquer projeto concorrente por um período de tempo não especificado. Assim que essa cláusula expirar, ele deve criar um novo competidor com código totalmente aberto e sem fins lucrativos, similar ao que faz a Wikipédia.

“Quero dar a todos armazenamento em nuvem grátis e ilimitado com a ajuda de doações da comunidade para manter as coisas funcionando”, finalizou.

Via Slashdot 

armazenamento Nuvem Megaupload Mega kim dotcom
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você