"Robô-mãe" consegue criar e aprimorar geração de robôs

Uma parceria entre as universidades de Cambridge e Zurique desenvolveu um robô capaz de construir robôs menores que melhoram a cada geração. De acordo com os pesquisadores, o projeto tem como objetivo desenvolver e aprimorar robôs para que eles consigam se adaptar ao ambiente, além de fornecer novos dados sobre como os seres vivos evoluem.

"Uma das grandes questões na biologia é como a inteligência surgiu. E estamos usando a robótica para explorar esse mistério", afirmou Dr. Fumiya Iida, da Universidade de Cambridge.

A máquina maior, uma espécie de “robô mãe”, avalia a capacidade dos dispositivos de se moverem sem intervenção humana e consegue melhorar o design de uma nova geração, garantindo que ela avance ainda mais.

Em testes, foram construídas dez gerações de robôs e a última conseguiu percorrer o dobro da distância da primeira.

Por enquanto, os robôs-bebês são cubos de plástico com um motor em seu interior.

André Rosendo, um dos pesquisadores envolvidos no projeto, explica as possibilidades para o futuro: "Você pode imaginar carros que estão sendo construídos em fábricas e o robô procurando e corrigindo defeitos no carro sozinho. Esses robôs também poderiam ser utilizados na agricultura, experimentando formas diferentes de colheitas para saber se elas podem melhorar o rendimento”, conta.

Via BBC

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ