10 pontos que favorecem o Android sobre o iOS

A guerra entre Android e iOS segue forte, com milhões de consumidores dos dois lados. Além de itens como design, durabilidade e acabamento dos celulares, o sistema operacional também é importante na hora de escolher um smartphone. A decisão depende muito do perfil do usuário e do uso que pretende fazer do dispositivo, mas algumas ferramentas e possibilidades do Android podem deixá-lo à frente na competição.

Confira abaixo 10 recursos que ajudam o sistema do Google a ganhar pontos relação ao da Apple:

1. Armazenamento interno

A Apple justifica a impossibilidade de adicionar memória ao smartphone dizendo que a tendência é de armazenamento dos arquivos na nuvem, mas muitos donos de iPhone ainda sentem falta de outra opção, como a possibilidade de expandir o armazenamento interno do celular. Na maior parte dos Androids é possível inserir um cartão MicroSD e resolver rapidamente o problema.

2. Bateria

O que fazer quando a bateria deixa de render? Quem tem um Android pode substituí-la por uma nova, diferente do que acontece no iPhone. Mas essa vantagem pode estar com seus dias contados: recentemente, fabricantes como a Samsung e a HTC já começam a lançar smartphones que impedem a remoção da bateria.

3. Compartilhamento entre PC e smartphone

No Android, transferir arquivos do computador para o smartphone, ou o contrário, é uma tarefa simples: basta conectar o dispositivo ao PC via USB e arrastar e soltar os arquivos. Quem tem um iPhone deve utilizar aplicativos da própria Apple para alterar os arquivos salvos. O mesmo acontece com as músicas.

4. Cabos

A Apple exige que o smartphone utilize um cabo certificado, notificando o usuário quando o produto não é original e até impedindo o seu carregamento. Na prática, isso obriga o consumidor muitas vezes a pagar caro pelo acessório, conhecido por sua fragilidade. Em dispositivos Android o problema não existe.

5. Loja de aplicativos

A loja de aplicativos do Google permite que o usuário faça o download de apps diretamente do site, o que significa que, ao procurar por um título específico no buscador, não é necessário abrir o Google Play para fazer o download. Com o iPhone, é necessário abrir o iTunes ou a AppStore para baixar o arquivo.

6. Mapas

O iOS não permite tornar o Google Maps padrão na hora de escolher um caminho, mesmo o app de mapas nativo deixando a desejar. A Apple está se esforçando para tornar seu serviço de mapas melhor, inserindo, por exemplo, informações sobre o transporte público. Por enquanto, o recurso está disponível apenas nos Estados Unidos. No Android, você pode usar qualquer aplicativos de mapas preferir, se você por um acaso não gostar do Google Maps.

7. Customização

A personalização é um ponto forte do Android. O usuário pode alterar a interface, definir widgets e até modificar a aparência da tela inicial.

8. Notificações

Celulares Android mostram sempre as notificações no topo da tela, evitando um possível esquecimento do usuário.

9. Bandeja de aplicativos

No iOS todos os aplicativos são exibidos na tela inicial e podem, no máximo, ser agrupados em "caixas", o que pode ser um problema para quem gosta de personalizar o aparelho e organização. O Android permite que a tela inicial esteja tão limpa (ou bagunçada) quanto o usuário preferir.

10. Despertador

Quem gosta de saber quanto tempo ainda resta para dormir pode sentir falta do recurso no iOS. No despertador do Android, dá pra saber quanto tempo de sono o usuário tem e ainda ajustar o tempo de soneca do despertador.

Via BusinessInsider

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ