Black Fraude

Internautas relatam que a 'Black Fraude' já começou

Leonardo Pereira 28/11/2013 12h49
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Internautas começaram a denunciar o que pode culminar na edição 2013 da temida "Black Fraude": segundo alguns relatos, empresas que vendem pela internet inflaram os preços de produtos antes do evento oficial, a Black Friday.

Faz cerca de três meses que a bancária Ana Carol Toledo monitora o valor da 55F7500, uma smart TV da Samsung com tela Full HD de 55 polegadas. "Eu acompanho semanalmente porque quero comprar", disse ela ao Olhar Digital. Como Ana recebeu e-mails marketing do Submarino e da Americanas.com sobre a Black Friday, resolveu conferir novamente os valores e, para sua surpresa, eles haviam subido.

Usando o serviço de comparação Buscapé, ela percebeu que o preço na Americanas.com foi de R$ 5.849,10, no domingo, 24, para R$ 6.651,92, na quarta-feira, 27 - se o pagamento fosse a prazo, subiria de R$ 6.498,96 para R$ 7.559,00. No Submarino a diferença é ainda mais alta: de R$ 5.849,10 a R$ 7.039,12 (à vista), ou de R$ 6.498,96 a R$ 7.999 (a prazo).

 

Não foi um caso isolado. A jornalista Martha Furtado Kanagusko encontrou aumento no valor do Razr HD, smartphone da Motorola, conforme divulgou em seu Facebook. No dia 26 ele custava R$ 879 no Submarino; no dia 27, R$ 1.275,12 e, hoje, R$ 1.304,10. O mesmo produto já consta no Reclame Aqui, em que um consumidor protesta contra o começo da "folia de alteração de preço".

Reprodução

Conversamos com Pedro Eugenio, CEO do Busca Descontos - organizador da Black Friday no Brasil -, e ele disse que não há como afirmar que os flagrantes constituem quebra das regras do evento. "Nem dá para saber se os produtos em questão vão participar da Black Friday", comentou.

Essa é a resposta para o caso de Martha, pois a ouvidoria do Submarino entrou em contato com ela alegando que o Razr HD não vai entrar na Black Friday e que eles negociam descontos com os fabricantes, por isso o preço oscila.

"Até ai, tudo bem, mas então por que o 'preço real' do produto mudou também? No primeiro print estava 'de R$ 998 por x' e no segundo print está 'de R$ 1.699 por x'. Entendo descontos oscilarem por dia, mas quer dizer que o valor do produto altera dependendo do dia também?", questiona a jornalista.

Eugenio aconselhou os consumidores que encontrarem indícios de irregularidades a procurar os sites responsáveis ou o Reclame Aqui, que abriu um canal direto para o evento. E lembrou que a relação do Busca Descontos com a Black Friday começa na virada de quinta para sexta-feira: "Somos só um canal que publica ofertas."

O Olhar Digital preparou um guia de proteção. Clique aqui e confira como fazer compras com segurança, amanhã.

ATUALIZAÇÃO: O Submarino se manifestou sobre o preço do Razr HD. "O Submarino esclarece que o Motorola Razr HD não fará parte das promoções da Black Friday. Todos os produtos em promoção estarão identificados com selo 'oferta Black Friday'".
e-commerce comércio eletrônico Brasil black friday
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você