Android

Google remove ferramenta de privacidade em atualização do Android

Redação Olhar Digital 13/12/2013 18h20
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A versão mais recente do Android, a 4.4.2, corrigiu vários bugs do sistema e uma falha de segurança, mas em compensação removeu uma ferramenta importantíssima de privacidade, que havia sido elogiada pela EFF (Electronic Frontier Foundation), que defende, entre outras coisas, a liberdade de anonimato em espaços virtuais.

Nomeado "App Ops", o recurso permitia que o usuário escolhesse evitasse que determinados aplicativos pudessem coletar informações sobre o usuário como sua localização ou seus contatos, revisando as permissões de cada app após sua instalação.

Entretanto, na nova atualização, a funcionalidade foi removida, o que alarmou a entidade. Em contato com o Google, o grupo recebeu a resposta de que o recurso havia sido liberado "por acidente", já que era experimental e poderia "quebrar alguns aplicativos". 

A entidade, no entanto, acredita que era possível dar um jeito de evitar a "quebra", fornecendo dados nulos ou falsos quando o aplicativo solicitasse, de modo a evitar que ele parasse de funcionar.

De acordo com a EFF, os usuários deveriam poder desabilitar todo tipo de coleta de informações de forma simples. Eles também deveriam poder cortar totalmente o acesso de aplicativos à rede, já que muitos deles não precisam de internet, mas mesmo assim abusam do privilégio para coletar dados.

"Se privacidade é importante para você e você quer poder instalar o Shazam, Skype ou um aplicativo de lanterna qualquer sem dar permissão para que ele acesse sua localização, recomendamos que você não atualize para a versão 4.4.2", conta o comunicado. Entretanto, a EFF reconhece o problema da situação, já que o update também traz correções de bugs e falhas de segurança. "Por enquanto, usuários precisam escolher entre privacidade e segurança em seus Androids, mas não ambos".

Via EFF
Google Android privacidade
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você