windows android windroid asus

Google e Microsoft estão lutando contra híbridos de Android e Windows

Redação Olhar Digital 14/03/2014 18h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Nos últimos tempos, Windows e Android tem se aproximado. Fabricantes tentam unir os dois nos laptops conversíveis, como a Asus faz, ou em smartphones, como a Huawei, já disse que quer fazer. Até a Samsung anunciou o Ativ Q, que nunca saiu do papel, porém. Entretanto, nem a Microsoft, nem o Google, parecem estar satisfeitos com este casamento.

Segundo o Wall Street Journal, as duas empresas estão tentando acabar com qualquer aparelho que não se alinhe completamente ao Windows ou ao Android. A publicação cita que as duas empresas estão tentando barrar a linha de produtos com dois sistemas operacionais da Asus, e a asiática está obedecendo. Assim, o Transformer Book Duet TD300, anunciado pela empresa no início do ano, nunca chegaria ao mercado. Os computadores que já estão à venda, também seriam retirados das lojas.

A união do Windows 8 com o Android não seria benéfica para a Microsoft, porque ela já enfrenta dificuldades em popularizar seu sistema, e não quer dar chances para o Android penetrar no mercado de desktops. Já o Google não quer que o Windows Phone se misture ao Android mais ou menos pelo mesmo motivo: seu sistema é amplamente dominante no mercado móvel, e isso abriria uma brecha para a Microsoft se estabelecer neste ramo.

Ambas têm suas formas de impedir que suas parceiras se atrevam a desobedecer. A Microsoft oferece incentivos financeiros para fabricantes de PCs e aquelas que não compartilham com sua visão de mercado podem perder dinheiro. Já o Android tem código aberto, e nada impede que qualquer fabricante o utilize em seus aparelhos, mas o Google ainda controla a permissão de uso do Google Play e todos os apps dos serviços da empresa, sem os quais o sistema fica quase inutilizado.

A Microsoft, inclusive, estaria insatisfeita com a utilização do Windows Phone 8 com o Android, também, apesar de a estratégia parecer vantajosa, dada a popularidade muito maior do sistema do Google.

Quem perde com isso é a Intel, cujos chips na arquitetura x86 são os únicos capazes de rodar o Android ao lado do Windows 8 completo. A fabricante era uma das que mais investia na divulgação e promoção de dispositivos com os dois sistemas operacionais.

Via Ars Technica e Wall Street Journal

Microsoft Google Windows Android Sistema Operacional Windows Phone
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você