Avião solar

Avião superleve movido a energia solar tentará dar volta ao mundo

Redação Olhar Digital 09/04/2014 15h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Em março de 2015, o avião Solar Impulse 2 decolará com o objetivo de dar a volta ao mundo utilizando apenas energia solar como combustível. O avião tem 72 metros de envergadura de asas, de ponta a ponta, sendo mais largo do que um Boeing 747. Entretanto, é superleve, pesando 2.200 kilos, cerca de duas vezes mais do que um carro de passeio.

Reprodução
O avião é inteiramente feito de fibra de carbono e coberto com 17.248 células solares, que alimentam quatro motores elétricos. A velocidade máxima, entretanto, não é nada alta e alcança apenas 65 km/h. 

A cabine abriga apenas uma pessoa, que terá de se acostumar com pouca comida e ingestão de líquidos por canudo. As necessidades fisiológicas devem ser feitas na própria cabine para aproveitar o assento reclinável com vaso sanitário embutido. Veja:

Reprodução

Para tornar o avião mais leve, não há nenhum tipo de aquecedor ou ar-condicionado, mas a cabine é isolada termicamente de forma a proteger o piloto de temperaturas extremas, que podem ir de -40ºC a 38ºC. Cada piloto voará por seis dias, tirando apenas algumas sonecas, já que eles não poderão embalar longos períodos de descanso.

O voo sairá do Golfo Pérsico, no Oriente Médio, passará pela Ásia e se aventurará sobre o Oceano Pacífico. A expectativa é voar a 8.500m de altitude durante o dia, para recarregar melhor as baterias, e descer a apenas 4.900m à noite, visando maior consumo. Se a aeronave se inclinar demais, o piloto será alertado por um alarme vibratório na pulseira sobre a necessidade de correção da rota.

Várias empresas estão envolvidas no desenvolvimento do avião, entre elas o Google e a Omega, fabricante de relógios.

Via: Gizmodo
Ciência
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você