5 fatos curiosos que todo programador precisa conhecer

A história da tecnologia e da computação pode ser contada desde o século 17, quando o britânico Richard Braithwaite usou no livro "The Yong Mans Gleanings", pela primeira vez, a palavra "computador". Na época, o termo foi empregado para definir um homem que fazia cálculos e "computações", de acordo com o inglês arcaico do livro em questão.

Mais de 400 anos se passaram desde então, e o nosso conceito de computador mudou muito. Mas com uma história tão longa e cheia de pequenas tramas, é difícil até para profissionais da área de TI conhecer cada detalhe. O site americano The Next Web elaborou uma lista com cinco fatos que todo programador ou entusiasta de tecnologia já conhecem. Mas que, se não conhecem, devem conhecer.

1. Os primeiros "pré-computadores" eram movidos a vapor

Muito antes de Alan Turing construir a máquina que serviria de base para a criação dos computadores modernos, uma outra invenção engenhosa prometia realizar os primeiros cálculos automáticos da História. Tudo começou quando, em 1804, o francês Joseph Marie Jacquard criou uma máquina de costura programada por uma série de cartões perfurados que determinavam cada movimento da lançadeira.

Reprodução

Cerca de 30 anos depois, Charles Babbage (considerado o "pai" da computação por alguns) criou sua "Máquina Analítica": um mecanismo maior do que uma casa, movido por seis motores a vapor, e que usava o mesmo princípio da máquina de costura para programar cada cálculo. Curiosamente, porém, Babbage nunca conseguiu fazer sua construção funcionar por conta de conflitos com seu engenheiro-chefe.

2. O primeiro algoritmo computacional foi escrito por uma mulher

Reprodução

Ada Lovelace, uma matemática britânica, publicou em 1843 a descrição de um algoritmo a ser processado por uma das "Máquinas Analíticas" de Charles Babbage. O script desenvolvido por ela permitiria àquele computador rudimentar da época calcular valores de funções matemáticas. Por conta disso, Ada é conhecida até hoje como a primeira programadora da História.

3. O primeiro bug de computador foi causado por um inseto de verdade

O termo "bug", que determina uma falha ainda não identificada na execução de um software, significa, em português, "inseto". Pois foi justamente um inseto o que causou o primeiro bug registrado na História, em 1947, quando a marinheira Grace Hopper descobriu uma mariposa presa em meio às engrenagens de seu computador Harvard Mark II.

Reprodução

No entanto, o uso da palavra "bug" para descrever uma falha técnica foi registrado pela primeira vez muito antes, em 1878. Thomas Edison, o inventor da lâmpada elétrica, se deparou com o problema quando desenvolvia um telégrafo capaz de transmitir e receber até quatro mensagens separadas simultaneamente pelo mesmo fio.

4. O primeiro video-game nunca foi vendido

Hoje em dia, algumas produtoras colocam no mercado games incompletos, custando mais de R$ 200, e ainda exigem que o jogador pague uma pequena fortuna para ter acesso a conteúdo adicional. Curiosamente, o primeiro video-game da História nadava na direção contrária, e sequer chegou a ir às lojas. Trata-se de "Spacewar", um jogo digital criado por um programador do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) em 1962.

Reprodução

No jogo, feito para o "mini-computador" interativo PDP-1, dois jogadores controlavam as respectivas naves espaciais enquanto tentavam destruir um ao outro. Steve Russell, o criador do game, nunca patenteou o projeto, que levou mais de 200 horas para ser concluído por ele e seus amigos. De qualquer modo, "Spacewar" fez sucesso entre os alunos do MIT na época.

5. Uma foto da revista "Playboy" é a mais usada em testes de processamento de imagens

Lena Söderberg, uma modelo da revista masculina "Playboy" fotografada em 1972, é o rosto mais usado no desenvolvimento de softwares de processamento de imagens. Segundo David Munson, chefe do setor de Transações e Processamento de Imagens do Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE), o motivo é a qualidade da foto original.

Reprodução

De acordo com ele, a imagem é usada desde 1973 porque contém uma boa mistura de detalhes, regiões planas, sombras e texturas que provam a eficácia de qualquer programa. Após ter sido utilizada tantas vezes, a foto acabou se tornando um padrão para programadores de todo o mundo.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ