9% dos projetos do Kickstarter 'morrem na praia', diz estudo

Um estudo realizado pelo professor Ethan Mollick da Universidade de Pennsylvania mostrou que apenas 9% dos projetos cadastrados no Kickstarter acabam sem entregar produtos finais a seus apoiadores. Ao todo, a pesquisa contabilizou as respostas de 47188 apoiadores.

Nos casos de projetos que não entregam produtos finais, apenas 13% das vezes os apoiadores recebem de volta o dinheiro que investiram. Por outro lado, 65% dos que responderam à pesquisa concordaram com a afirmação "eu recebi o produto final no período prometido".

Embora Mollick tenha dividido os projetos avaliados por categorias (tais como artes, música, jogos, etc.), a taxa de "falha" se manteve relativamente constante entre todas elas, como pode ser visto abaixo:

Reprodução

A taxa de falha, por outro lado, se alterava segundo o tamanho do projeto: propostas que arrecadam menos de US$ 1000 tem maior probailidade de não ter sucesso. Projetos que arrecadam entre US$ 10 mil e US$ 50 mil têm a menor chance de falhar, conforme ilustrado pelo gráfico a seguir:Reprodução



Vale notar que a definição de "falha" usada por Mollick - um projeto que não entrega produtos finais - não é necessáriamente a única possível. Um projeto que entrega um resultado final muito inferior ao prometido, por exemplo, seria contabilizado como um "sucesso" na pesquisa de Mollick.

O pesquisador ressaltou também que suaa pesquisa foi feita apenas com o Kickstarter. Por isso, seus resultados não podem necessariamente ser extrapolados para outras plataformas de financiamento coletivo, tais como o Indiegogo.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ