Loja Apple

Adolescente processa Apple em US$ 1 bilhão após ser falsamente acusado de roubo

Redação Olhar Digital 23/04/2019 12h15
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Ousmane Bah foi acusado de roubar várias lojas da Apple após seu rosto ser conectado a uma imagem do ladrão

Em um processo aberto ontem (22), um adolescente processa a Apple em US $1 bilhão de dólares após ter sido erroneamente acusado de ter realizado uma série de roubos nas lojas da empresa. O jovem foi preso, porque o seu rosto foi falsamente conectado ao do ladrão. 


Ousmane Bah abriu o processo em um tribunal federal de Manhattan alegando que a Apple permitiu que sua identidade fosse erroneamente anexada a do ladrão. O jovem diz que perdeu sua carteira escolar que continha seu nome, mas nenhuma foto. 

Bah foi preso às 4 horas da manhã (horário local), no dia 29 de novembro, com um mandado de prisão que possui uma foto do suspeito, que não parecia com o rosto do garoto de qualquer modo. Apesar disso, foi levado pela polícia, e, posteriormente, descobriu-se que no dia do roubo em Boston, Bah estava em sua festa de formatura. 

"Como resultado da negligência da Apple, [Bah] foi acusado de múltiplos crimes em vários estados. Antes dessa ação, o Sr. Bah nunca enfrentou acusações legais ou enfrentou problemas com a aplicação da lei. Devido à negligência do réu, o Sr. Bah sofreu danos graves”, disse o advogado de Bah, Subhan Tariq, em um comunicado. O processo ainda diz que a prisão o deixou "sentindo-se humilhado, com medo e profundamente preocupado". 

Detetives do Departamento de Polícia de Nova York acreditam que a pessoa responsável pelos roubos usou a licença de estudante de Bah como identificação durante um dos roubos, que é o que ligou seu nome ao do ladrão. Contudo, a ação menciona algo sobre a tecnologia de segurança de reconhecimento facial na loja da Apple, mas não especificou. O processo também menciona a Security Industry Specialists, uma empresa que cuida da segurança da Apple em algumas de suas lojas de varejo.


Via: 9to5Mac

Apple Processos
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você