Amazon recebe autorização para testar drones em espaço aberto

A gigante do comércio eletrônico Amazon conseguiu nesta quinta-feira, autorização do governo americano para finalmente começar a testar seus drones para entregas em espaço aberto. O aval é um passo adiante na meta de implantar entregas realizadas em 30 minutos.

Tudo ainda é muito restrito, no entanto. O governo, por enquanto, apesar de liberar os testes em espaços abertos, isso poderá acontecer apenas durante o dia e a uma distância máxima de 121 metros do piloto. Mesmo assim, será possível verificar no mundo real como os drones se saem na tarefa de entregas, o que é melhor do que estar restrito a um laboratório fechado.

O plano era conseguir entregar compras em até meia hora para locais que estejam a até 16 quilômetros de algum depósito. Contudo, os órgãos responsáveis impediram os testes abertos, atrasando os planos.

Com a permissão, a Amazon terá de relatar mensalmente o número de voos realizados, as falhas de software encontradas, entre outros dados que são requisitos para certificados de segurança para voo.

A empresa já possui um programa chamado Prime Now, disponível em algumas áreas das cidades de Baltiome e Miami. Os clientes do plano Prime, que custa US$ 100 por ano, têm a opção de comprar alguns produtos com entrega ultrarrápida. Com uma taxa de US$ 8, a entrega chega à casa da pessoa em menos de uma hora, mas há também a opção de esperar duas horas ou mais e não pagar nenhuma taxa extra. A empresa diz que dezenas de milhares de produtos já podem ser comprados desta forma.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ