Cigarro

Apps contra a depressão e o fumo estão compartilhando dados de usuários

Redação Olhar Digital 22/04/2019 16h20
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Um estudo mostra que 33 dos 36 apps usados na pesquisa vazam informações com fins lucrativos

Aplicativos gratuitos comercializados para pessoas com depressão ou que querem parar de fumar estão vazando dados de usuários para terceiros, como o Facebook e o Google. Isso é o que mostra o estudo publicado na revista JAMA Network Open, que destaca os riscos potenciais de confiar informações confidenciais sobre saúde nos smartphones.


Os autores do estudo questionam se as políticas de privacidade dos aplicativos relacionados à saúde (especificamente depressão e cessação do tabagismo) informavam os usuários sobre o envio de dados de usuários para fins comerciais. Para isso, eles analisaram o comportamento de um total de 36 aplicativos, disponíveis para iOS e Android.

Algumas das informações compartilhadas não identificaram o usuário imediatamente ou foram estritamente usadas por médicos. Mas 33 dos 36 aplicativos compartilhavam informações que poderiam dar aos anunciantes ou empresas de análise de dados insights sobre o comportamento digital das pessoas.

Além disso, muitos deles não esclareceram em sua política de privacidade o tratamento de dados de usuários e, em determinados casos, nem sequer mencionaram a política de privacidade. Os resultados foram claros: a maioria dos aplicativos relacionados à saúde envia dados para terceiros. Ao interceptar as transmissões de dados, eles descobriram que 92% dos 36 aplicativos compartilhavam as informações com fins lucrativos - principalmente serviços gerenciados pelo Facebook e Google que ajudam com marketing, publicidade ou análise de dados.

É impossível saber qual é o destino dessas informações, e até mesmo saber se elas estão sendo mesmo utilizadas ou não. Como foi dito na reportagem que apresenta o estudo, “vivemos em uma época em que, com migalhas suficientes, é possível identificar as pessoas, mas é possível que as migalhas de pão fiquem lá. O que acontece com esses dados digitais é um mistério”.  

Os pesquisadores não sabem o que esses sites de terceiros faziam com esses dados de usuários. O estudo não nomeia os aplicativos em questão. Mas a recomendação ao final é baixar aplicativos relacionados à saúde apenas de organizações em que você confia e ler a política de privacidade para descobrir quais dados serão compartilhados.

 

Via: Genbeta

Aplicativos vazamento de dados
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você