App de streaming Deezer vai abrir capital para correr atrás do prejuízo

Correndo atrás de seus concorrentes, o serviço de streaming francês Deezer anunciou nesta terça-feira, 22, que pretende abrir seu capital na bolsa de Euronext, em Paris. "Está tudo certo para ampliar o negócio e acelerar nosso crescimento, possibilitando que façamos parte da revolução streaming," afirmou Hans-Holger Albrecht, presidente-executivo do Deezer à CNBC.

De acordo com presidente-executivo, o valor arrecadado será usado para investir nas áreas de vendas, redes de distrivuição, mais agressividade na aquisição de clientes e em parcerias com empresas de telecomunicações.

Concorrentes
O Deezer foi fundado em 2007 e possui atualmente 6,3 milhões de assinantes, pouco mais da metade da base da Apple, que tem 11 milhões de usuários, e do Spotify, que conta com 75 milhões. Apesar de ter sido ultrapassado por concorrentes, o executivo está confiante. "É um mercado competitivo e há um monte de pessoas querendo participar da corrida. Mas, ao mesmo tempo é um produto complicado, que não pode ser construído do dia para a noite", afirmou Albrecht. "Se você olhar para a nossa estratégia, estamos muito bem posicionados e não é fácil nos alcançar".

A oferta pública inicial (IPO) deve ser concluída até o final do ano, mas os valores de arrecadação estimados ainda não foram divulgados.


Apple Music, Deezer, Rdio ou Spotify: qual é o melhor serviço de streaming?

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ