Apple começa a banir alguns bloqueadores de anúncios da App Store

Se você usava algum aplicativo para barrar anúncios no seu iPhone, más notícias: ele provavelmente não tem mais função. A Apple começou a banir da App Store os apps destinados a bloquear a publicidade por meio de VPN, usando certificados para impedir a exibição de banners tanto no navegador Safari quanto dentro de outros aplicativos.

A informação veio do desenvolvedor dos bloqueadores Adblock e Weblock, que informou ao site 9to5Mac que a Apple parou de aceitar atualizações para seus apps com a justificativa de que eles infringiam o artigo 4.2 das diretrizes para desenvolvedores da App Store; mais especificamente, o item 4.2.1, que fala que o app não deve exceder suas capacidades e funções anunciadas.

O banimento da Apple atinge dois apps bastante populares. Juntos, os aplicativos se aproximavam dos 2 milhões de usuários, mas não são todos os apps de bloqueio de anúncios que estão sendo varridos da loja, no entanto. A Apple resolveu fazer a varredura especificamente nos apps que interferiam em outros apps usando a técnica da VPN. Quem utiliza uma ferramenta de adblock para barrar publicidade apenas no Safari não deverá ser afetado.

Além do Safari, ainda é totalmente possível baixar outros navegadores que também tenham a funcionalidade nativa de bloqueio de anúncios. O Firefox Focus, por exemplo, é um ótimo exemplo, assim como o Opera Mini.

Em comunicado, a Apple afirmou que não se trata de nenhuma diretriz nova. “Nós nunca permitimos apps na loja que são projetados para interferir no desempenho e nas capacidades de outros apps”, disse um representante, e alertou que vão barrar a distribuição de outros aplicativos que façam a mesma coisa se eles aparecerem por um acaso na App Store. Por fim, a companhia reforça que “sempre apoiou a publicidade como uma das muitas formas com as quais desenvolvedores podem ganhar dinheiro com seus apps”.





RECOMENDADO PARA VOCÊ