Apple é condenada a pagar US$ 625 milhões por violação de patente

A Apple terá que desembolsar mais de US$ 500 milhões por violação de patentes. A decisão foi confirmada nesta quinta-feira, 4, em um tribunal do Texas, nos Estados Unidos. Os jurados decidiram que a empresa pague US$ 625,6 milhões à VirnetX, uma empresa que, apesar de não possuir produtos no mercado, já ganhou a criadora do iPhone na justiça antes.

Em 2012, a VirnetX acusou a Apple de ter violado patentes específicas. Na época, gigante foi considerada culpada e deveria pagar uma multa de US$ 368 milhões. A decisão, no entanto, foi contestada em uma apelação no tribunal.

Dessa vez, a Apple teria violado patentes relacionadas ao iMessage, Facetime e VPN On Demand Services. "Estamos surpresos e desapontados com o veredicto e vamos recorrer. Nossos funcionários criaram essa tecnologia de forma independente ao longo de muitos anos, e recebemos patentes para proteger esta propriedade intelectual. Todos as quatro patentes da VirnetX foram declaradas inválidas pelo escritório de patentes (dos Estados Unidos). Casos como esse simplesmente reforçam a necessidade desesperada de reforma das patentes", afirmou a empresa.

Questionado, o advogado da VirnetX se justificou: "O júri viu o que estamos dizendo há tempos: a Apple vem infringindo as tecnologias patenteadas pela VirnetX por anos".

Via TheNextWeb

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ