Apple está dois anos à frente da concorrência em scanners 3D, diz fornecedor

De todas as características marcantes do iPhone X, smartphone mais moderno da Apple no mercado, nenhuma foi mais alardeada pela empresa do que seu scanner facial, o Face ID. Mas segundo algumas fornecedoras, deve demorar até que a concorrência consiga reproduzir o que a Apple fez.

A agência de notícias Reuters falou com três grandes fabricantes de sensores 3D: a Viavi Solutions, a Ams AG e a Finisar, que é uma das fornecedoras de peças para o Face ID do iPhone X. E todas concordam que a Apple está, pelo menos, dois anos à frente dos concorrentes nessa tecnologia.

O Face ID usa uma série de sensores diferentes para projetar um mapa tridimensional do rosto do usuário. Assim, para desbloquear o iPhone X, tudo o que você precisa fazer é olhar para ele. O reconhecimento facial do smartphone, segundo a Apple, consegue ser mais seguro até do que leitores de impressões digitais.

Um dos componentes necessários para o Face ID é o VCSEL, uma espécie de laser de baixa intensidade usado para mapear o rosto do usuário em três dimensões. As três empresas disseram à Reuters que os estoques dessa tecnologia não são suficientes para suprir a demanda dos concorrentes da Apple.

Por isso, a adoção em massa de scanners 3D não deve acontecer antes de 2019, disseram as empresas. "Talvez possamos ver uma segunda fabricante de smartphones adotar sensores 3D no final deste ano, mas o volume [de dispositivos] seria muito baixo", afirmou Bill Ong, diretor sênior de relações com investidores da Viavi.

Algumas empresas de smartphones Android têm vendido aparelhos com a promessa de "reconhecimento facial", como a LG, a Asus e a Samsung. No entanto, o sistema que essas empresas usam não é novo e depende apenas de um software de inteligência artificial apoiado em imagens de uma câmera comum.

A tecnologia usada pelo Face ID da Apple é bem mais complexa e, possivelmente, mais segura do que o reconhecimento facial dos concorrentes. Por outro lado, o instituto de pesquisas Gartner diz que, até 2021, mais de 40% dos smartphones no mercado terão algum tipo de câmera 3D como a do iPhone X.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ