Atualização fracionada do Android está causando problemas de comunicação

Além das desvantagens em termos de segurança e estabilidade, a atualização fracionada do Android está gerando um problema de comunicação para seus usuários.

Na semana passada, o Google informou que apenas 1% dos aparelhos com Android ativos no mundo rodam a versão mais recente do sistema, apelidada de Nougat. Isso significa que uma fração ínfima dos usuários é capaz de entender plenamente uma conversa que se baseie em emojis — um sistema de comunicação cada dia mais presente no dia a dia das pessoas.

O site Emojipedia publicou uma análise sobre a situação; de acordo com seus registros, cerca de 4% dos donos de aparelhos com Android conseguem visualizar a última atualização do catálogo da Unicode (entidade responsável pelos emojis). Os resto vê apenas uma série de quadrados em branco.

Reprodução

O curioso é que o Google foi o primeiro a abraçar o Unicode 9, como foi chamada a atualização. A empresa o fez em agosto de 2016 ao liberar o Android 7.0. Quando saiu o 7.1, em outubro, o Android se tornou o primeiro sistema a oferecer mais representações de gênero e profissões por meio de emoji.

O iOS só começou a mexer nisso em setembro, quando lançou o iOS 10, sendo que apenas em dezembro o sistema recebeu a lista completa de ilustrações. Só que o iOS 10 está instalado em 76% dos aparelhos suportados, então mesmo com atraso a Apple conseguiu recompensar seus usuários.

No caso do Android, mesmo aparelhos recentes ainda não contam com o Nougat, então quase ninguém tem acesso aos novos emojis. Para contornar o problema, empresas donas de aplicativos de comunicação estão lançando pacotes próprios de emojis. Snapchat, Messenger, WhatsApp, Telegram, Twitter e até o Slack deram um jeito de não depender do Google. No caso do WhatsApp e do Telegram isso é ainda mais emblemático, já que ambos adotaram a paleta da Apple, fazendo com que seus clientes de Android usem criações da rival.

“Embora isso demande mais esforço dos desenvolvedores de aplicativos (suporte nativo a emojis é muito mais simples de suportar), pode ser a melhor saída para usuários que, de outra forma, ficariam presos sem saber o que as pessoas estão enviando”, comenta a Emojipedia. “Um telefone que não consegue ver os emojis lançados mais de 12 meses atrás está aleijado como um dispositivo de comunicação.”

Reprodução

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ