Bill Gates

Bill Gates doa US$ 300 mil a três pesquisadores brasileiros

Redação Olhar Digital 28/10/2013 12h02
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Três pesquisadores brasileiros receberão US$ 100 mil cada da Fundação Bill e Melinda Gates. Um dos projetos contempla a aceleração para a produção de medicamentos para parasitoses e outros dois querem facilitar plantações com técnicas de baixo custo.

Os investimentos podem chegar a até US$ 1 milhão caso as ideias sejam bem-sucedidas no que se propõem. Os projetos supracitados são de autoria do farmacêutico Floriano Paes Silva Júnior, o engenheiro agrônomo Mateus Marrafon e o engenheiro mecânico Ricardo Capúcio de Resende, listados entre os 80 selecionados em um universo de 2.700 pesquisadores inscritos.

O aporte será oficialmente anunciado nesta segunda-feira, 28, no Rio de Janeiro, em evento promovido pela fundação filantrópica do criador da Microsoft, que, inclusive, completa 58 anos nesta segunda. É a primeira vez que o encontro acontece no Brasil. Até quarta-feira, 30, deverá reunir mais de 600 pesquisadores que já conseguiram apoio financeiro da organização de Bill Gates.

Além das doações, a Fundação Bill e Melinda Gates também se aliou ao governo brasileiro. O Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, deverá oficializar um acordo entre a Fiocruz e a fundação para a produção de uma vacina dupla contra sarampo e rubéola. A vacina ainda poderá ser exportada a países africanos.

O projeto do farmacêutico Silva propõe o desenvolvimento de um software para interpretar imagens de parasitas feitas a partir de um microscópio e então avaliar quais são os medicamentos adequados a eliminá-los.

Até o momento a avaliação é feita por observações e interpretações de algum pesquisador, que nem sempre chegam às melhores conclusões. A análise automatizada pode ajudar a dizer qual é a dose necessária para aniquilar o parasita.

Já a ideia do engenheiro Marrafon, do Instituto Kairós, trabalha com uma fita biodegradável que envolve as sementes de uma plantação e faz com que elas sejam distribuídas no espaçamento ideal para seu crescimento. Isso já pode ser feito com máquinas agrícolas, que são muito mais caras.

E Resende, engenheiro mecânico de Viçosa, criou uma ferramenta que também ajuda no plantio. Sua máquina é quase um carrinho de mão de duas rodas, que  cria buracos no solo para simultaneamente lançar as sementes.

Via Folha de S. Paulo

Pesquisa Bill Gates Ciência
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você