Black Friday 2017: estas foram as empresas com mais reclamações no ano passado

Atualização 23/11, 10:30 - o Kabum e a Netshoes, que figuram em duas listas citadas, entraram em contato com o Olhar Digital e solicitaram que pronunciamentos seus fossem incluídos na nota. Ele pode ser encontrando ao final do texto.

A Black Friday acontece nessa sexta-feira e, como de costume, é necessário ficar muito esperto para não acabar comprando gato por lebre. E, nesse caso, uma das medidas mais simples que se pode adotar é desconfiar de sites que tenham tido muitas reclamações durante as Black Fridays dos últimos anos.

Felizmente, é fácil saber quais foram essas empresas. Tanto o Procon-SP quanto o Reclame Aqui publicaram, em 2016, as listas com as empresas que mais tiveram reclamações nesse período. Por meio dessas listas, é possível ver quais lojas tiveram mais problemas com seus consumidores durante a data de compras do último ano.

Além disso, o Procon-SP mantém uma "lista negra" de sites "que devem ser evitados, pois tiveram reclamações de consumidores registrada no Procon-SP, foram notificados, não responderam ou não foram encontrados". Ou seja: sites que já têm um histórico bastante negativo de descaso com os direitos dos consumidores e dos quais há muitos motivos para se suspeitar. A lista pode ser acessada por meio deste link.

E, abaixo, confira as listas de empresas que tiveram o maior número de reclamações durante a Black Friday nos últimos anos:

 

De acordo com o Procon-SP (pdf), de 24/11 a 01/12 de 2016:

1. Adidas - 482 reclamações

2. Grupo Pão de Açúcar / Extra / Pontofrio.com / Casasbahia.com / Casas Bahia / Ponto Frio - 235 reclamações

3. Grupo B2W / Americanas.com / Submarino / Shoptime / Sou Barato / Lojas Americanas - 193 reclamações

4. Kabum.com.br - 59 reclamações

5. Walmart.com.br - 53 reclamações

6. Magazine Luiza - 44 reclamações

7. Carrefour - 24 reclamações

8. Fastshop - 23 reclamações

9. Netshoes / Zattini - 22 reclamações

10. Belezanaweb.com.br - 20 reclamações

 

De acordo com o Reclame Aqui, das 18h de 24/11 até as 00h de 26/11 de 2016 :

1. Kabum - 588 reclamações

2. Americanas.com (loja online) - 249 reclamações

3. Submarino - 149 reclamações

4. Netshoes - 117 reclamações

5. Magazine Luiza (loja online) - 100 reclamações

6. Extra.com.br - 89 reclamações

7. Walmart.com.br (loja online) - 83 reclamações

8. Fast Shop - 62 reclamações

9. Ponto Frio (loja online) - 58 reclamações

10. Casas Bahia (loja online) - 56 reclamações

 

Pronunciamento do Kabum: "A Black Friday é o principal evento de vendas do KaBuM! no ano. A empresa oferece milhares de ofertas com até 80% de desconto e que, em um dia, atraem um volume médio de clientes equivalente a um mês. Esse fluxo é antecipado e levado em conta na organização do atendimento e da logística - em 2017, o estoque de Ofertas Ninja é 250% maior que ano passado. A quantidade de itens em promoção (cerca de 1 milhão de itens em todo o site) foi estabelecida entre fornecedores e parceiros com meses de antecedência, e divulgada nos canais de comunicação de marca.

O número de reclamações em relação aos pedidos é extremamente baixo (menos de 0,5% do total), e mais de 90% das queixas referem-se ao esgotamento quase imediato de determinadas ofertas, um efeito colateral de uma ação que, como todas as que participam da Black Friday Legal, conta com um estoque promocional limitado."

Pronunciamento da Netshoes: "A Netshoes esclarece que vem investindo forte em tecnologia, inovação e processos para que ofereça uma experiência cada vez melhor aos seus clientes ao longo dos anos. Mesmo diante de um forte crescimento de demanda – 25% no crescimento de pedidos em 2017 nos três primeiros trimestres do ano em relação ao ano anterior – a companhia vem reduzindo cada vez mais a proporcionalidade de ocorrências em relação ao volume de pedidos. Em 2016, a proporção de ocorrências era de 11 a cada 1000 pedidos. Já neste ano, a companhia apresenta uma proporção de 6 a cada 1000 pedidos. Esse compromisso com o cliente é refletido em constantes conquistas de prêmios concedidos pelo mercado, inclusive com selos de credibilidade como o RA 1000 do próprio Reclame Aqui.

Para a Black Friday 2017, a companhia aumentou o número de colaboradores - representando mais de 800 novos profissionais distribuídos majoritariamente em Logística e Relacionamento com o Cliente -, dedicou mais de 16 mil horas de treinamento, redimensionou sua infraestrutura de tecnologia e também implantou 3º turno em suas instalações logísticas, que passaram a operar 24 horas no período de alta demanda."

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ