Black Friday: não compre nada nestes sites hoje

Hoje é a Black Friday no Brasil, evento em que diversos produtos entram em promoção em lojas físicas e no e-commerce. O problema é quando alguns lojistas tentam se aproveitar da boa fé dos consumidores e anunciam promoções falsas com o puro objetivo de vender mais.

A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo (Procon-SP) divulgou nesta semana sua tradicional lista de sites que devem ser evitados durante a Black Friday. A "lista suja" inclui os sites que "tiveram reclamações de consumidores registrada no Procon-SP, foram notificados, não responderam ou não foram encontrados".

São mais de 500 lojas virtuais que, de acordo com o Procon, não são confiáveis o bastante para quem quer investir na Black Friday. A lista é organizada por ordem alfabética a partir do nome fantasia da empresa, e inclui ainda o CNPJ e a data de inclusão no cadastro.

Ou seja: se você topar com alguma promoção muito chamativa de uma loja que você não conhece, vale a pena conferir se o nome dela não está na lista do Procon. Se estiver, redobre a atenção antes de comprar. Veja a lista completa aqui.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ