Brasil é vítima da pirataria mundial, diz Receita Federal

Afirmação foi feita pelo chefe de Repressão ao Contrabando em seminário no PR

O chefe de Repressão ao Contrabando da Receita Federal do Brasil, Mauro de Brito, disse esta semana que o Brasil não é pirata. Na sua opinião, o País é sim vítima da pirataria mundial. Ele fez esta afirmação durante seminário em Foz do Iguaçu sobre a cooperação entre os setores público e privado para o combate à pirataria e ao contrabando. O técnico da Receita afirmou que está tentando diálogo entre os setores público e privado. O primeiro passo dado em direção a essa cooperação, segundo ele, foi integrar os órgãos públicos envolvidos no combate à pirataria. Agora tarefa é passar para o segundo processo, que é o de aproximar-se da iniciativa privada. Foram citados exemplos de parcerias que já coibiram a pirataria na região da tríplice-fronteira.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ