Brasileiros criam método que pode impedir vírus HIV de infectar células

Pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) desenvolvedoram um novo tipo de tratamento que pode trazer esperanças aos estudos contra a AIDS. Os cientistas criaram nanopartículas que podem desativar o vírus HIV no corpo humano.

Basicamente, o que essas nanopartículas fazem é obstruir a membrana das células de modo que o vírus não consiga infectá-la. Trata-se de um bloqueio no processo de adsorção, quando o vírus se conecta à célula que quer infectar e transmite suas informações.

Segundo os cientistas, o método, testado em laboratório, chegou a reduzir a infecção do HIV em até 50% dos casos. Nenhum efeito colateral foi detectado até agora, mas essas nanopartículas ainda devem ser estudadas por mais algum tempo antes que sejam feitos experimentos em humanos.

Nanopartículas já são utilizadas em outros laboratórios ao redor do mundo no combate ao câncer. Carregando doses concentradas de componentes quimioterápicos, o tratamento com essa tecnologia permite que os médicos ataquem apenas as células cancerígenas de um paciente, deixando as saudáveis intactas.

Via UOL (Agência Fapesp)

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ