Cabify adota modelo que encarece a tarifa em horários de pico

Nesta quinta-feira, 23, a Cabify se tornou mais uma empresa no mercado de transporte brasileiro a adotar o modelo de tarifa dinâmica. Com isso, as corridas feitas pelo aplicativo Cabify terão preços mais ou menos caros dependendo da força da demanda, um esquema que foi introduzido pela Uber.

Segundo reporta a Folha de S.Paulo, a primeira cidade a receber a novidade é Santos, mas as demais onde a Cabify atua deverão operar no novo sistema até o início de dezembro — São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba e Porto Alegre.

A mudança fará com que as três principais empresas de transporte por aplicativo atuando no Brasil operem sob o sistema de tarifa dinâmica, já que a 99 adotou o modelo no 99 Pop em outubro. O curioso é que tanto a Cabify quanto a 99 usavam a falta desse esquema como diferencial quando começaram a rodar no país.

À Folha, o diretor de operações da Cabify, Luis Saicali, justificou que ter uma tarifa que acompanhe a demanda é bom para motorista e passageiro, já que o primeiro tem incentivo para seguir rodando em horários de pico e o segundo perde menos tempo esperando carros nessas situações.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ