Cai demanda por computadores em 2009

Crise faz despencar previsões de vendas

Redação Olhar Digital 12/01/2009 13h17
dsfsf
A A A
Em 2008 a indústria de produção e fabricação de computadores caminhava vigorosamente em meio a uma turbulenta tempestade de previsões catastróficas para a economia mundial, após o colapso do sistema imobiliário americano entre outros fatos importantes.
Especialistas afirmavam que as crianças continuariam a estudar, bem como as empresas continuariam a funcionar , e por isso a demanda por computadores continuaria estável por ser ferramenta em grande ascensão (no que diz respeito à necessidade) na vida diária das pessoas.
Segundo o Daiwa Institute of Research a demanda por computadores não possui direcionamento positivo, e deve permanecer em queda 2009 adentro. Uma leve recuperação nas vendas deve atingir o setor no segundo semestre no período de volta as aulas.
Outras pesquisas cogitam uma queda de 5,3% nos gastos pessoais com computadores.
No âmbito empresarial os problemas são mais graves, ja que nesse cenário os cortes com gastos são mais evidentes e volumosos; empresas como a Dell e a Lenovo, entre as cinco maiores fabricantes do mundo e voltadas principalmente para o setor corporativo, temem queda acentuada nos lucros e já estudam um reposicionamento de suas marcas junto aos consumidores.
A questão é, será que vai dar tempo?


Economia Computadores Dell
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você